Por Túlia Savela Em VocAÇÃO Atualizada em 17 SET 2019 - 11H14

Quando o atraso de um trem faz um padre

Sou padre graças ao atraso de um trem! Essa frase não poderia passar em branco. Conta aí, Padre Chicão, que história é essa?

Arquivo pessoal
Arquivo pessoal
Padre Chicão e a Mãe Aparecida

Gente, essa história é interessante porque mostra que enquanto estamos agitados, tentando encontrar respostas, Deus se apieda de nós e nos coloca pistas para chegarmos às respostas.

O atraso do trem foi só o pretexto para que hoje você conhecesse uma história de amor entre Deus e Seu povo que carece de pastores para que as graças do Céu e até mesmo a salvação operada por Jesus seja alcançada por nós.

Essa frase que Padre Chicão, grande comunicador da Diocese de Santo Amaro, apresentador do programa Recado de Vida, às 5h, na Rádio Imaculada, me respondeu quando lhe perguntei como havia sido o seu chamado ao sacerdócio é uma curiosidade sobre seu caminho vocacional.

O animador da manhã de muitos brasileiros tinha 23 anos e se perguntava: o que será da minha vida? A mesma pergunta que a mãe de São Maximiliano Kolbe fez para ele antes dele ter a visão das duas coroas nas mãos da Imaculada.

Nascido na cidade de Óleo - SP, ainda criança, sonhava ser padre. Foi levado à catequese e passou a ser assíduo à Igreja. Mas, após o Crisma, deixou a ideia de lado. No entanto, incomodado, angustiado, naquele belo dia, saiu a cavalo e pediu a Deus que lhe desse um sinal: deveria investir em sua carreira no rádio, continuar na roça com os pais ou ser padre.

“De repente, vi um papel com uma pergunta em letras garrafais no chão: 'Você não quer ser padre?'. Eu achei interessante, mas como recebi logo a resposta, não acreditei muito no momento. Continuei andando ao lado da linha do trem. De novo encontrei um segundo papel igual. Desci do cavalo e o apanhei.

Mas deixei ali e voltei ao cavalo. Fiz um propósito: se encontrar outro papel, então é um sinal para mim. Encontrei o terceiro. Desta vez, li. Havia informações de contato. Guardei-o e segui viagem. Avistei de longe na estação um padre. Fui até ele, pedi a bênção e ele me contou que havia perdido o trem.

Convidei-o a ir até minha casa, onde foi acolhido e depois levei-o à casa paroquial onde pernoitou para ir embora no dia seguinte. Entendi que Deus realmente estava me chamando ao sacerdócio. Descobri que o padre que havia jogado os papéis era o mesmo que pude conhecer na estação. Com ele, tirei muitas dúvidas naquele dia: como eu faria para ser padre, como era ser padre etc. Quando fui em busca da orientação vocacional, ele se tornou meu professor e amigo. Por isso, eu digo: sou padre devido ao atraso de um trem. Se, naquele dia, ele tivesse embarcado no trem, eu não teria conhecido aquele sacerdote. Nada na nossa vida é coincidência. Tudo é providência.”

Ouça abaixo a narração completa feita pelo próprio Padre Chicão e conheça quais foram as maiores dificuldades que teve para abraçar sua doação total a Cristo. Ele dá dicas também para quem quer seguir o caminho sacerdotal e nos assegura: faria tudo novamente para ser padre. Acesse www.miliciadaimaculada.org.br/jmi e encontre outros textos da revista Jovem Mílite!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Túlia Savela, em VocAÇÃO

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.