PT/BR
Milícia da Imaculada
São Maximiliano KolbeInfância
-A   +A

INFÂNCIA

Maria Dabrowska mãe de Raimundo Maria Dabrowska mãe de Raimundo

Maximiliano Maria Kolbe tem como nome de batismo Raimundo. Ele nasceu no dia 08 de janeiro de 1894 em Zdunska-Wola, próximo de Lódz no centro da Polônia.

Era o segundo filho de Julio e Maria Dabrowska, integrantes da Ordem Terceira Franciscana e tecelãos da cidade.

Quando Raimundo tinha 10 anos, aconteceu um episódio extraordinário na sua infância... Uma aparição de Nossa Senhora, que nunca mais esqueceu. Sua mãe revelou este acontecimento aos confrades de seu filho depois de sua morte.

 

A sua carta é de 12 de outubro de 1941:
“Tremia pela emoção e com lágrimas nos olhos me disse: `apareceu para mim Nossa Senhora, tendo nas mãos duas coroas: uma branca e outra vermelha. Olhava-me com amor e me perguntou se as queria. A branca significava a pureza e a vermelha o martírio. Respondi que aceitava... Então, Nossa Senhora me olhou com doçura e desapareceu!´. A mudança extraordinária nele para mim atestava a verdade da coisa. Nem sempre era compreendido em cada ocasião, acenava com o rosto radiante a sua desejada morte de mártir. E eu estava pronta, como Nossa Senhora depois da profecia de Simeão.”

 

29 de junho de 1902, Raimundo recebe a primeira comunhão em Pabianice, para onde se transferiu com a sua família. Em 1907, Pe. Pellegrino Haczela OFM. Conv., durante sua missão em Pabianice, anunciou do púlpito a próxima abertura de um novo seminário em Lwóv.

Raimundo e seu irmão Francisco, ouviram a sua homilia e perguntaram como entrar na Ordem dos Frades Menores Conventuais. Lwóv era um território austro-húngaro, e eles deveriam atravessar clandestinamente a fronteira para chegar ao convento.

Depois de 3 anos, chega para Raimundo e Francisco o momento de uma decisão séria: iniciar ou não o noviciado.

Ambos desejavam servir ao exército polonês, lutando por seu país e por sua Rainha. Quando já estavam decididos de deixar o seminário, enquanto estavam a caminho da sala do Reitor para comunicar a desistência foram informados que a mãe, Maria Dabrowska, tinha chegado para visitá-los.

Ela fora informar que o irmão mais novo, José, também decidira entrar para os frades...

Para São Maximiliano isso foi um sinal da vontade da Imaculada, então iniciou o noviciado.

 

Da mesma forma serviu a Rainha da Polônia, só que através de um exército somente Dela.

É o que veremos na próximas etapas de sua vida.