PT/BR
Milícia da Imaculada
JornalismoIgreja
-A   +A

12/10/2017 - 14h42: SOBRE O MANTO

Padre Eduardo Ribeiro, CSSR, exerce a função de Prefeito de Igreja no Santuário Nacional, ele é responsável para que todas as celebrações ocorram com tranquilidade. Para a festa da padroeira do Brasil, ele cuidou de um importante detalhe: o manto de Nossa Senhora.

No museu do Santuário estão diversos mantos que foram oferecidos à padroeira, mas qual teria sido o primeiro? “A gente costuma dizer que quando os pescadores encontraram a imagem de Nossa senhora, ela não tinha mando. O primeiro mando deve ter sido a camisa de um dos pescadores”, disse Padre Eduardo Ribeiro à Rede Milícia Sat.

A Princesa Isabel foi a primeira a doar um manto ricamente bordado e uma coroa para Nossa Senhora. Depois foram confeccionados vários mantos. Neste ano jubilar, foi oferecido um manto especial bordado pelas religiosas carmelitas de Aparecida – SP. Por 30 dias, três freiras se dedicaram a bordar os mantos para a novena, para a procissão e para a imagem original.

Estes mantos contam com ilustrações que remetem à pesca milagrosa de 1717 e com as bandeiras do Brasil e do Vaticano. “o manto é um símbolo de proteção. Nossa Senhora Aparecida é uma imagem sagrada, pois isso está envolvida num manto, para proteger e guardar a imagem que consideramos preciosa”, destacou Padre Eduardo. “Assim como Nossa Senhora Aparecida é importante em sua pequenina imagem, imagine como somos importantes para Ela. Assim como nós a protegemos, Ela também cuida e nós e nos protege”, concluiu o missionário redentorista.





Compartilhe


Voltar