PT/BR
Milícia da Imaculada
JornalismoIgreja
-A   +A

16/04/2018 - 11h14: Papa Francisco realiza sua 16ª visita pastora

Na tarde deste domingo, o Papa Francisco saiu do Vaticano e foi até o bairro Corviale, sul de Roma, para visitar a Paróquia de São Paulo da Cruz.

Antes de celebrar a Missa com os paroquianos, Francisco respondeu às perguntas de algumas crianças e encontrou os idosos. Sua homilia não foi preparada, mas proferida de forma improvisada.

Esta que foi sua décima sexta visita a uma paróquia romana, terminou há poucos instantes.

Eis a transcrição do diálogo fo Papa com as crianças:

Leonardo:

Oi Papa Francisco!

Eu queria saber uma coisa: qual é a sua passagem favorita do Evangelho? E por quê?

Papa Francisco:

Qual o seu nome

Leonardo:

Leonardo

Papa Francisco:

Leonardo. Bom Leonardo. O Evangelho está cheio de belas e belas passagens, não é? Mas você me perguntou qual é a favorita. Eu responderei com a condição de que vocês voltarem para casa, vocês irão procurar no Evangelho a passagem e irão lê-la. Prometem?

Crianças:

Sim !!!!

Papa Francisco:

Todos?

Crianças:

Sim !!!!

Papa Francisco:

Uma passagem que eu realmente gosto é aquela do Evangelho de Mateus, quando Jesus conhece aquele homem de negócios, aquele traidor da pátria que se chamava Mateus. Ele estava no portão da cidade, apegado ao dinheiro, e cobrava os impostos dos turistas. Vocês pagaram impostos para entrar aqui?

Crianças:

Não!

Papa Francisco:

Não! Mas vemos que não há algum Mateus aqui, graças a Deus! Não fazem vocês pagarem a entrada. Está bem. E aquele homem era um traidor da pátria porque pagava impostos e dava para o exército que ocupava a Palestina naquela época - era o exército romano -; ele deu aos romanos. E esse é um pecado feio, não é? Que coisa feia! Uma pessoa apegada ao dinheiro é uma pessoa feia! Mas este mais ainda, porque ele havia esquecido sua pertença a sua pátria; ele vendia sua pátria toda vez que cobrava os impostos todo mundo. E Jesus passa - essas pessoas eram desprezadas por todos - Jesus passa, olha para ele e diz: "Levante-se, venha". E esse homem não podia acreditar. Um homem desprezado, traidor, pecador ... E aquele homem se levantou e seguiu a Jesus E por que eu gosto dele? - a segunda pergunta - porque ali vemos a força que Jesus tem para mudar um coração. Ele era dos piores, eh! E Jesus conseguiu transformá-lo. Talvez vocês conheçam pessoas que dizem: "Mas eu nunca poderei ser bom, porque tenho muitas coisas atrás de mim, nunca poderei mudar ...". E Jesus é capaz de mudar o pior e fazê-lo um evangelista, um apóstolo e um santo. É por isso que gosto tanto desta passagem do Evangelho, porque vemos o poder de Jesus para mudar nossos corações, para torná-los bons. Não esqueçam a promessa: qual foi a promessa?

Crianças:

Leia o Evangelho ...

Papa Francisco:

Mas não todo: leia essa passagem, hein! Procurem por ela. Este Mateus, ele foi chamado Mateus, mas seu nome era Levi na época. Levi, Matteo. Procurem por ele, leiam em casa e digam: "Mas veja isto, veja isto, hein?" É lindo. Obrigado Leonardo, obrigado!

Segunda pergunta

Carlotta:

Oi Papa Francisco! Quando recebemos o batismo, nos tornamos filhos de Deus e as pessoas que não são batizadas não são filhos de Deus?

Papa Francisco:

Fique aí. Qual o seu nome

Carlotta:

Carlotta.

Papa Francisco:

Carlotta. Diga-me Carlotta, eu faço a pergunta para você: o que você acha? A pessoa que não é batizada, é filha de Deus ou não é  filha de Deus? O que seu coração lhe diz?

Carlotta:

Sim.

Papa Francisco:

Sim. Aqui, agora explique.  Respondeu bem! eh? Ela tem um faro cristão! Somos todos filhos de Deus. Todos. Todos.  Até os não batizados? Sim. Mesmo aqueles que acreditam em outras religiões, afastados, que têm ídolos? Sim, eles são filhos de Deus. Também os mafiosos são filhos de Deus? E vocês não estão  seguros ... sim! Mesmo os mafiosos são filhos de Deus. Mas, eles preferem se comportar como filhos do diabo, mas eles são filhos de Deus. Todos. Todos são filhos de Deus. Mas qual é a diferença? Deus criou todos, amou a todos e colocou a consciência no coração de todos para reconhecer o bem e distingui-lo do mal. Todos os homens têm isso, sabem, percebem o que é bom e o que é saudável; mesmo as pessoas que não conhecem Jesus, que não conhecem o cristianismo, todos têm este alma, porque isto semeou Deus. Mas quando você foi batizada, na consciência entrou o Espírito Santo e fortaleceu a sua pertença a Deus e, nesse sentido, você se tornou mais filha de Deus, porque você é filha de Deus como todos os outros, mas também com a força do Espírito Santo que entrou. Você entendeu, Carlotta? Eu pergunto - todos respondem -: todos os homens são filhos de Deus?

Crianças:

Sim!

Papa Francisco:

As pessoas boas são filhas de Deus?

Crianças:

Sim!

Papa Francisco:

As pessoas más são filhas de Deus?

Crianças:

Sim!

Papa Francisco:

Sim! As pessoas que não conhecem Jesus e outras religiões distantes, têm ídolos, são filhas de Deus?

Crianças:

Sim!

Papa Francisco:

Os mafiosos são filhos de Deus?

Crianças:

Sim!

Papa Francisco:

E devemos rezar para que eles voltem e reconheçam a Deus, realmente, eh! Ninguém responde agora, mas responde no coração: quem de vocês reza pelos mafiosos, para que eles se convertem? Cada um responde em seu coração. Então, quando somos batizados, quem entra no nosso coração? Mais forte!

Crianças:

O Espírito Santo!

Papa Francisco:

Bravo! Você é bom! Qual é o seu nome.

Lorenzo:

Lorenzo!

Papa Francisco:

Bom Lorenzo! O Espírito Santo entra e este Espírito Santo nos torna mais filhos de Deus, mas nos dá mais força para nos comportar como filhos de Deus, e é por isso que São Paulo tem uma frase. Eu gostaria que você a  dissesse isso como eu. Ele diz: "Não entristeçais o Espírito Santo dentro de você". Por diz essa frase? Porque um cristão, uma pessoa batizada que se comporta mal, entristece o Espírito Santo que está em nós. A frase é esta: "Não entristeça o Espírito Santo que está em vocês. Não entristeça o Espírito Santo que está em ti". Nós dizemos isso?

Papa Francisco com as crianças:

Não entristeça o Espírito Santo dentro de você.

Papa Francisco:

Outra vez!

Papa Francisco com as crianças:

Não aflija o Espírito Santo dentro de você.

Papa Francisco:

E nós, filhos de Deus, que através do batismo temos o Espírito Santo dentro, quando nos comportamos mal, quando pecamos, entristecemos o Espírito Santo que está em nós. obrigado Carlotta!

Terceira pergunta

Edoardo:

Querido Papa Francisco, como você se sentiu quando o elegeram Papa?

Papa Francisco:

Qual o seu nome

Edoardo:

Edoardo.

Papa Francisco:

Edoardo, bem. Só senti que Deus queria isso, levantei-me e fui em frente. Não senti nada de espetacular, mas talvez, essa resposta pareça um pouco chata, mas não senti medo, não senti uma alegria especial ... senti que o Senhor queria isso e seguir em frente, Edoardo. Mas o Senhor tantas vezes nos chama. Eu saudei um de vocês que está em busca vocacional porque  sente que o Senhor lhe diz algo por dentro. Mas quando o Senhor chama ele diz a você: "Agora você vai por esse caminho", ele  lhe dá paz. É o que se sente quando existe um verdadeiro chamado do Senhor: paz. Eu senti paz. Obrigado, Edoardo.

Quarta pergunta

 Papa Francisco:

Venha, venha, venha ...

Emanuele:

Eu não consigo!

Papa Francisco:

Venha, venha para mim Emanuele! Venha até mim e me diga no ouvido. Diga no ouvido. Vem,vem, vem até mim.

 Emanuele vai ao Papa Francisco e faz sua pergunta em seu ouvido.

Papa Francisco:

Quem dera todos nós, pudéssemos chorar como Emanuele quando temos uma dor como ele tem em seu coração. Ele chorou por seu pai e teve a coragem de fazer isso na nossa frente, porque em seu coração há amor por seu pai. Pedi permissão a Emanuele para dizer a pergunta em público e ele disse que sim. É por isso que eu a direi a vocês: "Pouco tempo atrás, meu pai morreu. Ele era ateu, mas teve todos os quatro filhos batizados. Ele era um bom homem. Está no céu, papai?". Que bom que um filho diz de seu pai: "Ele era bom". Para que seus filhos pudessem dizer: "Ele era um bom homem", ele deve ter dado um belo testemunho a seus filhos. É um belo testemunho do filho que herdou a força de seu pai e, também, teve a coragem de chorar diante de todos nós. Se aquele homem era capaz de criar filhos assim, é verdade, ele era um bom homem. Ele era um bom homem. Aquele homem não tinha o dom da fé, ele não era crente, mas ele tinha seus filhos batizados. Ele tinha um bom coração. E ele tem a dúvida se seu pai, por não ser crente, está no céu. Quem diz que vai para o céu é Deus, mas como está o coração de Deus diante de um pai assim? Como é isso? Como parece a vocês? Um coração de papai. Deus tem o coração de um pai. E diante de um pai, não crente, que foi capaz de batizar seus filhos e dar essa bravura aos seus filhos, vocês acham que Deus seria capaz de deixá-lo longe? Vocês acham isso? Mas forte, com coragem!

Fiéis:

Não!

Papa Francisco:

Deus abandona seus filhos?

Fiéis:

Não!

Papa Francisco:

Deus abandona seus filhos quando eles são bons?

Fiéis:

Não!

Papa Francisco:

Aqui, Emanuele, esta é a resposta. Deus certamente estava orgulhoso de seu pai, porque é mais fácil ser um crente, batizar crianças, que batizá-las sendo incrédulo. Certamente isso agradou  muito a Deus. Fale com seu pai, reze seu pai. Obrigado Emanuele por sua coragem.

Nós falamos sobre o pai e o nosso pai é Deus. Todos nós rezemos ao nosso pai, Deus.


Récita do Pai Nosso

E agora vou dar a bênção a vocês. Cada um de vocês pensa naquelas pessoas que ama, aqueles que amam você, aquelas pessoas que os amam e também aqueles que não amam ou que são um pouco inimigos. Também, vamos rezar por eles, para que o Senhor também os abençoe. Que ele nos abençoe a todos e ilumine o coração.

Informação do Vatican News

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS NOTÍCIAS





Compartilhe


Voltar