PT/BR
Milícia da Imaculada
JornalismoIgreja
-A   +A

11/10/2018 - 12h08: Vigário Geral dos OFM Conv. e Ministro Provincial vão à sede local da MI em São Paulo




A Milícia da Imaculada (MI) em São Paulo recebeu nesta quinta-feira, dia 11, em sua sede local, a visita do Vigário Geral da Ordem dos Frades Menores Conventuais (OFM Conv.), Frei Jorge Norel, que veio conhecer a MI no Brasil e participar do Capítulo da Ordem, que se realiza na semana que vem.

Ele concelebrou a Santa Missa desta manhã com o ministro Provincial OFM Conv., Frei Aloísio Oliveira, com o reitor do Santuário da Imaculada Conceição e São Maximiliano Maria Kolbe, Frei Sebastião Benito Quaglio, e com o Presidente da MI, Frei Gilson Miguel Nunes.

Durante a homilia, Frei Norel explicou sobre a verdadeira oração, madura e humilde diante de Deus. Ele destacou dois aspectos importantes para se dirigir a Deus: fidelidade e confiança. Esses dois pontos compõem a insistência, indicada por Jesus na comparação do Evangelho, quando recorda que Deus é bom e sempre nos ouve. "Pedi e Recebereis".

O frade ainda lembrou que Deus não é uma caixa realizadora de desejos. Ele afirmou que devemos evitar um comportamento infantilizado na oração.

"Se Deus não nos concede após um ou dois dias de preces, viramos as costas e saímos pisando duro. O Senhor quer que entendamos que a oração deve ocorrer porque Deus é Deus, é Pai, merece nosso louvor e adoração. Pedimos que Seu Reino se realize e que possamos fazer a Vontade dele em nossas vidas. Isso é oração",  explica.

Ao final da celebração eucarística, os Frades se reuniram com os funcionários da MI e abriram uma sessão de perguntas e respostas.

Em meio aos questionamentos, Frei Norel falou sobre a oferta de vida na Obra, como ela frutifica. 

"É o grão que cai na terra e morre. E não é morrer num sentido físico, mas de doação de si de um modo que não é possível separar a vida profissional da vida da Obra, quem eu sou do que eu faço. Essa separação seria algo esquizofrênico. É preciso ser inteiro", esclarece.

Durante a sessão de perguntas, houve uma dúvida sobre a dimensão da consagração à Imaculada como uma devoção, ao que o Frei Norel respondeu que nossa consagração não é apenas uma devoção.

"A verdadeira consagração à Nossa Senhora, pela Milícia da Imaculada, é altamente evangelizadora. Essa é a força da MI: a santidade pelo exemplo, algo muito concreto. Devemos observar aquilo a que somos chamados e fazê-lo da melhor forma possível. Ser exemplar, fazer isso nos consagrando à Nossa Senhora e deixar o Espírito Santo trabalhar em nós", concluiu.

Os frades ainda foram visitar todos os departamentos da Milícia a fim de conhecer como cada um trabalha e desenvolve os dons pelo Reino.


Da Redação





Compartilhe


Voltar