Por Rosangela Snege Em Sem tabus

E cá estamos nós dentro da história...

... vivendo coisas e experiências impensadas por todos, envolvidos mundialmente no mesmo dilema da pandemia




Conforme a situação vai se modificando, melhorando em alguns lugares e com restrições em outros, nos colocamos muitas perguntas porque não sabemos aonde tudo isso irá nos levar. Como sairemos emocionalmente disso tudo? Quais nossas reações diante deste conflito? Pensávamos que tínhamos o controle de todas as coisas e agora tivemos que controlar desde espirros até a distância entre as pessoas.

Em um momento como este, de pandemia, podemos observar que o controle é ilusório. Ele serve apenas para nos sentirmos seguros, menos angustiados. Criamos a ilusão para nos livrarmos dos medos, das inseguranças, das frustrações, das ansiedades. A realidade nos colocou para pensar.

É uma nova experiência, com a qual devemos aprender a fazer outras e novas escolhas. Será necessário organizar, readaptar e reforçar objetivos e metas. Devemos pensar primeiro, analisar prós e contras, simplificar as estratégias e, depois, executar.

Depois de tantas medidas restritivas, não adianta sair por aí partindo para ação sem pensar. Isso é impulso. Vamos analisar nossas escolhas com embasamento na realidade atual e também as consequências dessas escolhas no futuro a curto, médio e longo prazo. Nem sempre iremos acertar.

O importante é a consciência de estar analisando o que parece melhor. Nas aulas de matemática, aprendi que cada problema traz também a sua solução ou sua resolução. O enfrentamento de um problema requer coragem, determinação, paciência, tolerância. Para isso, toda crise deveria nos servir de fortalecimento para novos embates. Sairemos mais fortalecidos, se assim estávamos  determinados a ser. 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rosangela Snege, em Sem tabus

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.