Por Nathalia Silva Em Vai dar tudo certo! Atualizada em 14 OUT 2020 - 09H28

Vai dar tudo certo

Confia e vai




O tempo vai passando, os meses percorrem o ano e quando a gente percebe já é Natal. Mês passado, aqui neste nosso cantinho, pudemos falar sobre a necessidade de abrir as portas da mente e do coração para Jesus entrar e fazer morada. Lembra? De fato, não precisa esperar o Natal chegar para fazer o que tem que ser feito.

Falando em fazer coisas, eu gosto muito de fazer listas. Você curte?

Antes de chegar à moda Bullet Journal, muita gente já estava no caminho do autoconhecimento e do autogerenciamento por meio de listas: elas podem ser curtinhas, com sua sequencia de tarefas diárias; ou grandonas, com seus projetos para o novo ano. As listas podem conter seus sonhos, seus aprendizados e até as coisas que você quer realizar. Faço listas quando preciso arrumar a casa, preparar uma campanha aqui na Milícia da Imaculada ou simplesmente quando quero aproveitar 100% do final de semana sem perder nenhum minuto. E elas ajudam bastante, viu?

O que a gente não esperava era que 2020 chegaria como um tornado capaz de jogar nossas listas para o alto e fazer origami com elas. As coisas mudaram, a rotina se transformou, nosso jeito de viver não é mais o mesmo. E as listas? Tivemos que refazê-las.

Este vendaval que ainda está ativo pode ter feito você repensar sua carreira, seus estudos e até seus amigos. Pode ter feito a gente enxergar a família de um jeito diferente ou tirado de perto de nós tantas pessoas amadas. Hoje, olho minhas listas e, através delas, vejo minha pretensão de ter o controle das situações. Agradeço, sim, porque listas e planos são servos úteis. No entanto, percebo, mais claramente do que nunca, o quanto precisamos confiar e nos lançar nas mãos de Deus, que são firmes e inabaláveis.

Ter o controle da situação é coisa peculiar do ser humano. Uns mais, outros menos: todos nós queremos ter segurança. No entanto, este desejo tão humano pode nos afastar da confiança nos planos de Deus. Eles nem sempre correspondem aos nossos. Mas são perfeitos, e disto não podemos duvidar.

Ser jovem mílite e colaborar com a evangelização é fazer este caminho juntos. É colocar no topo da sua lista a consagração a Nossa Senhora e o compromisso de ser instrumento nas mãos da Imaculada. São Maximiliano, nosso fundador, ensina que não devemos colocar a confiança em nós mesmos, mas totalmente na Virgem Maria. Ele dizia repetidas vezes: entrega-te à Imaculada! Se estivesse entre nós, hoje, poderia chegar a nos dizer: confia e vai, porque a mamusia (um jeito carinhoso dele chamar Nossa Senhora, que significa mamãezinha em polonês) quer cuidar de você!

Escrito por
Nathalia Silva
Nathalia Silva

Leiga consagrada na Milícia da Imaculada há 19 anos, faz parte de nossa equipe de Comunicação e Marketing. Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda, Jornalista, com MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas e estudante de Teologia pela Universidade Claretiano.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Nathalia Silva, em Vai dar tudo certo!

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.