Por Vladimir Ribeiro Em Brasil Atualizada em 10 JUL 2019 - 17H53

Governo Federal deve encerrar e-Social até 2020

O sistema começou a ser usado em 2015, para concentrar informações sobre trabalhadores e empregadores.

Divulgação
Divulgação
Marinho também anunciou a redução na quantidade de informações que devem ser prestadas


O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, anunciou o fim do sistema eSocial, até janeiro do ano que vem.

O sistema começou a ser usado em 2015, para concentrar informações sobre trabalhadores e empregadores. O eSocial chegou a exigir 2 mil itens de informações dos empresários e hoje exige 900.

O objetivo é que as empresas não sejam obrigadas a compartilhar tantos dados com o governo federal. O objetivo é reduzir de 900 para 450 informações.

Com a mudança, nenhuma nova empresa vai entrar no eSocial. E as que já estão, podem sair quando quiserem.

O secretário Rogério Marinho não quis comentar sobre a reforma da Previdência, que pode ser votada hoje, em primeiro turno, no plenário da Câmara dos Deputados. Marinho disse apenas que está otimista e acompanha atento a votação.

Da Rádioagência Nacional

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Vladimir Ribeiro, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.