Por Vladimir Ribeiro Em Brasil

Nova CPMF terá taxa de 0,20 a 0,40% sobre operações financeiras

Novo tributo deve incidir inclusive sobre operações de saques e depósitos

Divulgação
Divulgação
Taxa para saques e depósitos em dinheiro será de 0,40%


Após negativas do presidente sobre a volta do tributo, a nova CPMF, taxação sobre operações de saque e depósito em dinheiro, segue como alternativa para redução da carga de impostos na folha de pagamento.

O secretário-adjunto da Receita, Marcelo Silva confirmou que a medida deve ser incluída na proposta de Reforma Tributária que será apresentada pelo governo.

Silva confirmou, no Fórum Tributário, em Brasília, a criação da Contribuição sobre Pagamentos (CP).

O novo tributo, que deve ser nos moldes da antiga CPMF, terá alíquota de 0,20% nas operações de débito e crédito. A taxa para saques e depósitos em dinheiro será de 0,40%.

O secretário-adjunto defende que a ideia é desonerar a folha de salários e o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

Anunciou, ainda, um novo tributo – a Contribuição sobre Bens e Serviços – CBS – para unificar as alíquotas de PIS e Cofins em 11%. Outras mudanças no Imposto de Renda, também em estudo pelo governo, foram confirmadas mas não detalhadas por Marcelo Silva.

Da Rádio 2

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Vladimir Ribeiro, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.