Por Vladimir Ribeiro Em Igreja Atualizada em 08 SET 2020 - 13H28

Missão humanitária beneficia seis hospitais

Seis hospitais no Brasil receberam doações de equipamentos do Papa Francisco

Divulgação
Divulgação
Homenagem na nova UTI do Hospital São Lucas da PUCRS destinada a pacientes com Covid-19


O Papa Francisco enviou ao Brasil aparelhos médicos de última geração, que totalizam cerca de 1 milhão de euros. No total foram beneficiados seis hospitais de diferentes localidades do País. A ajuda do Santo Padre foi uma resposta ao apelo feito pelo Pontífice e com a parceria da Associação Hope.

Essa foi a maior operação italiana de ajuda humanitária no Brasil pela luta contra a Covid-19.

O diretor do Hospital São Lucas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, com sede em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Leandro firme, afirmou que que foi uma honra estar entre os hospitais escolhidos pelo Vaticano para receber a doação do Papa Francisco.

No dia 27 de agosto foram entregues quatro respiradores e um aparelho de ultrassom para reforçar o combate à pandemia. “Como forma de gratidão ao Papa Francisco, fizemos o pequeno gesto de nomear a UTI, destinada ao tratamento da Covid-19, em homenagem a ele", explicou o diretor.

O sucesso da missão

Foram entregues 18 unidades para a terapia intensiva equipadas com 18 respiradores pulmonares de alta tecnologia, além de seis aparelhos de ultrassom para o diagnóstico e tratamento da Covid-19.

Alguns dos hospitais beneficiados ficam em locais remotos do país e oferecem atendimento de saúde ao longo de 500 quilômetros até alcançar a população da Amazônia.

Os equipamentos foram, então, doados ao Hospital Santa Casa de Misericórdia de Goiânia, ao Hospital Maternidade Dom Orione em Araguaiana, à Sociedade Beneficente São Camilo de Crato, ao Hospital São José em Aracajú, ao Hospital São Francisco na Providência de Deus no Rio de Janeiro e ao Hospital São Lucas em Porto Alegre.

A situação atual da pandemia no Brasil

O Brasil é o segundo país do mundo com o maior número de contágios, depois dos EUA: até a última quinta-feira (2), eram pouco mais de 4 milhões de brasileiros testados positivos desde o começo da pandemia, com quase 125 mil pessoas que faleceram vítimas da doença.

Em 70% do território brasileiro, o número de leitos para terapia intensiva é inferior aos requisitos mínimos estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde, com apenas 10 leitos por 100 mil habitantes.

Fonte: Vatican News

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto