Por Angelica Lima Em Igreja Atualizada em 26 NOV 2019 - 06H44

Papa Francisco se despede do Japão

O calor na acolhida e a mensagem de paz e proteção da vida marcou esta que foi a 32ª Viagem Apostólica de seu Pontificado


O Santo Padre concluiu sua 32º viagem apostólica internacional


“Agradeço a todo o povo japonês a gentil recepção e as boas-vindas que me foram concedidas durante minha Visita Apostólica. Terei todos vocês em minhas orações”, escreveu o Papa Francisco em um twitter em inglês e japonês, publicado pouco antes de despedir-se do País do Sol Nascente nesta terça-feira (26).

“Minha estada neste país foi breve, mas intensa. Agradeço a Deus e a todo o povo japonês pela oportunidade de visitar este país, que marcou fortemente a vida de São Francisco Xavier e no qual tantos mártires deram testemunho da sua fé cristã. Embora os cristãos sejam uma minoria, sente-se a sua presença”, disse em seu discurso na Sophia University, último compromisso em terras japonesas.

Da universidade dos jesuítas o Papa deslocou-se até o Aeroporto de Tóquio-Haneda, distante 20,3 km, onde saudou os bispos japoneses e as delegações presentes. Não houve discursos nem cerimônias oficiais. O voo 8787-9 da All Nippon Airways decolou às 11h43, horário local, com destino a Roma.

Depois de sobrevoar Japão, Rússia, Finlândia, Estônia, Letônia, Lituânia, Polônia, República Tcheca, Áustria, Eslovênia e Croácia, em 10.516 km percorridos em 13h30min, o voo deverá aterrissar no Aeroporto Fiumicino, por volta das 17 horas, horário local.

Durante o voo, esperado o já tradicional encontro do Santo Padre com os jornalistas, quando responde a seus questionamento de maneira franca e aberta, e os telegramas enviados aos Chefes de Estado dos países sobrevoados.

O Papa Francisco chegou a Bangcoc, capital da Tailândia, na quarta-feira, 20 de novembro, tendo se transferido para o Japão no sábado, 23. Nos dois países de minoria católica, cumpriu intensa agenda, levando uma mensagem de paz e esperança, e reiterando a necessidade do diálogo e do respeito, também para a manutenção da paz. Em particular, no Japão, a mensagem contra as armas nucleares teve destaque em seus diversos encontros.

Do Vatican News

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Angelica Lima, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.