Por Josimara dos Santos, MIPK Em Caminhando com São Maximiliano Kolbe Atualizada em 23 JUN 2020 - 15H25

Com a Imaculada, por amor à Igreja

São Maximiliano Kolbe, jovem franciscano polonês, foi enviado para estudar em Roma, em 1915, e, percebendo os ataques ao Papa, organizou um apostolado mariano



São Maximiliano Maria Kolbe


Os sete anos que Maximiliano Kolbe estudou em Roma foram fundamentais para o aprofundamento da espiritualidade. Em 1915, desenvolve e aprofunda o amor e a espiritualidade e, descobre que “a vontade de Deus é a salvação de todos os homens, já”.

O carisma da Milícia da Imaculada nasceu da realidade que o próprio Espírito Santo suscitou no coração do homem, Maximiliano Kolbe, realizando nele sua expressão e a expansão. É uma realidade divina que nos apresenta a conversão e santificação como meios permanentes para viver o seguimento de Jesus Cristo.

O despertar da Milícia da Imaculada se deu logo após São Maximiliano ter visto no Vaticano uma manifestação de um grupo maçom ofendendo a Igreja e insultando o Papa. São Maximiliano era um jovem estudante, mas se interpelou sobre o que podia fazer diante de tal acontecimento? Ele percebeu como o mal estava organizado e avançava em diversos ambientes da sociedade. Inquieto e desejoso do anúncio do bem e da esperança, Kolbe convidou seis de seus confrades na noite de 16 de outubro de 1917, numa das salas do próprio convento, para ingressar numa missão salvífica, colaborando com a missão de “conquistar corações a Cristo pela Imaculada”.

O projeto da Milícia da Imaculada consistia numa organização a partir destes pontos:

• A primeira condição para pertencer à Milícia da Imaculada é a de se consagrar totalmente à Imaculada.

• A segunda condição é a de levar a Medalha Milagrosa como sinal de pertença a Maria. “A Medalha Milagrosa é o maior meio para alcançar nosso fim. Esta constitui a melhor arma da MI, é a munição com a qual o cavaleiro fiel luta contra o inimigo”, escreveu o santo.

Os meios para a ação da Milícia da Imaculada são:

• A oração, pedindo a Deus que a Imaculada chegue a ser, em toda a terra, a Rainha de todos os corações e, através dela, todos cheguem a conhecer e a amar de modo mais perfeito a Jesus.Leia MaisCorações que tanto nos amamMarcas da geração de KolbeSanto Rosário com Frei KolbeQuem é São Maximiliano Kolbe?

• O trabalho, procurando cada vez mais um número maior de membros para a MI, e difundindo a revista O Cavaleiro da Imaculada (e as edição da Milícia da Imaculada atuais).

• O sacrifício de nós mesmos, oferecendo à Imaculada nossas humilhações, nossos sofrimentos e fracassos.

São Maximiliano destacou ainda em seu projeto inicial que a Milícia da Imaculada é para todos, e nomeou: “jovens, anciãos, religiosos, sacerdotes, homens e mulheres, homens de ciência e analfabetos, enfim, todos aqueles que queiram render a Deus uma maior glória”. 

Baixe as revistas da MI e encontre materiais para acrescentar em seu caminho espiritual.

Para colocar a sua colaboração em débito automático e garantir sua oferta mensal à Milícia da Imaculada, clique aqui.

Fonte: Revista O Mílite

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Josimara dos Santos, MIPK, em Caminhando com São Maximiliano Kolbe

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.