Por Paulo Teixeira Em Caminhando com São Maximiliano Kolbe

Por que a Milícia da Imaculada publica revistas?

A MI publica revistas, porque, em 1921, após recobrar a saúde por conta da tuberculose, São Maximiliano Kolbe iniciava o combate pelo Reino de Deus, com a Imaculada, no campo da imprensa






Por Paulo Teixeira, Jornalista e responsável pela publicação impressas das três revistas mensais da MI

Em 1921, São Maximiliano Kolbe iniciava o combate pelo Reino de Deus, com a Imaculada, no campo da imprensa.

O ideal da Milícia da Imaculada não é pequeno mesmo. Embora se concretize nas pequenas coisas, é muito amplo porque se direciona ao coração de cada pessoa.


São Maximiliano Kolbe passou por um longo período de recuperação das crises de tuberculose em 1921. Quando retornou a Cracóvia, em novembro, começou logo a trabalhar pela Milícia da Imaculada e em um mês elaborou todo o projeto da revista mensal Cavaleiro da Imaculada que foi a primeira de muitas publicações.

Na mente de São Maximiliano estava a possibilidade de oferecer conteúdo católico às famílias da Polônia e muito mais na dimensão missionária. Na primeira edição, ele escreveu: “Todos desejam a felicidade e aspiram a ela, mas picos a encontram porque buscam onde não existe. O coração humano é muito grande para ser preenchido com dinheiro, com sensualidades, ou mesmo as fumaças da glória, que é ilusória. O coração deseja o bem mais elevado, sem limites e que dura eternamente. Este bem é somente Deus”.

Entre os objetivos da nova revista, São Maximiliano destacou a conversão e santificação das almas, “ou seja, tornar felizes as almas”. Ele frisou que além de oferecer um aprofundamento da fé e da espiritualidade, a revista seguiria o objetivo da Milícia da Imaculada de conversão daqueles que não eram católicos.

“Todos desejam a felicidade e aspiram a ela, mas picos a encontram porque buscam onde não existe. O coração humano é muito grande para ser preenchido com dinheiro, com sensualidades, ou mesmo as fumaças da glória, que é ilusória. O coração deseja o bem mais elevado, sem limites e que dura eternamente. Este bem é somente Deus.” São Maximiliano Kolbe


Para São Maximiliano, aqueles que combatiam a Igreja não conheciam a verdadeira Igreja de Jesus. E acrescentou que não seria correto se esquecer dessas pessoas. “Estender com amor uma mão a estes infelizes: eis o objetivo da Milícia da Imaculada”, escreveu Kolbe.

O pensamento de São Maximiliano se mostra surpreendente quando vemos que a revista não era algo pequeno, mas tinha grandes objetivos. Além disso, ele deixou registrado a necessidade de que as publicações também fossem para Ásia e África. Sem limites ou muito vasto? O ideal da Milícia da Imaculada não é pequeno mesmo. Embora se concretize nas pequenas coisas, é muito amplo porque se direciona ao coração de cada pessoa.


















Por isso, atualmente a Milícia da Imaculada no Brasil, na Província São Francisco de Assis, publica três revistas. O Mílite que circula há 25 anos; O Pequeno Mílite direcionada a crianças há seis anos; e desde março do ano passado, a revista Jovem Mílite.

Onde chegam estas revistas? Onde Deus proporciona. Mílites de Brasil inteiro recebem e difundem as publicações. Chegam a presídios, a grupos de jovens, a asilos, a pessoas que vivem sós, a famílias que passam por sofrimentos, chegam onde podem para cumprir a intuição missionária da Milícia da Imaculada e o envio de Jesus para tornar todos Seus discípulos.

Neste período da pandemia em que muitas pessoas estão isoladas, esperamos que as revistas da Milícia da Imaculada transmitam esperança e conforto por meio de suas páginas.

Referência: RAGAZZINI, Severino. San Massimiliano Kolbe. Edizioni dell’Immacolata. 1999.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Paulo Teixeira, em Caminhando com São Maximiliano Kolbe

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.