Por Frei Aloísio de Oliveira Em Lendo o Evangelho

Confessar Jesus diante dos homens

Ser mártir, como foi o fundador da Milícia da Imaculada, o frade São Maximiliano Maria Kolbe, é ser testemunha do Evangelho, é confessar com a vida quem é Jesus Cristo, é colocar-se solidário ao Cristo




As coordenadas que orientam a existência do discípulo é a fé radical em Deus, o Pai, e a comunhão irreversível com o destino de Jesus crucificado.

Desta dupla relação vital deriva a liberdade dos discípulos diante dos medos e chantagens humanas e o empenho pelo Evangelho.

A proclamação pública e corajosa do Evangelho dá a medida da liberdade da fé em Deus, Senhor da vida e da morte (cf. 10,28 e Sb 16,13).

A perseguição por causa do Evangelho torna-se a prova da fé do discípulo.

Esta fé em Deus, único que pode garantir um futuro de salvação, porém, não livra milagrosamente o discípulo da morte histórica.

O apelo ao Pai que cuida até dos passarinhos e conhece minuciosamente as necessidades de Seus filhos, não livra do risco da morte violenta.

Não obstante o cuidado amoroso de Deus, o passarinho cai ao chão e o discípulo é sujeito à morte.

O escândalo da morte do mártir só pode ser superado na nova perspectiva inaugurada pelo Cristo, crucificado-ressuscitado, com quem o discípulo é solidário até ao máximo preço.

Testemunhar o Evangelho na situação conflitiva significa confessar Jesus diante dos homens e tomar posição abertamente a seu favor.

É o contrário do que fez Pedro na noite da prisão de Jesus, que, por medo de solidarizar-se com o destino de Jesus, o renega: não conheço este homem (Mt 26,74).

Da mesma maneira o Cristo, Senhor e juiz diante do Pai, renegará a Sua comunhão com aqueles discípulos que não tiveram a coragem e constância de reconhecê-lo diante dos homens: Não vos conheço (cf. Mt 7,23; 25,12).

Em outras palavras, o destino definitivo de salvação ou de ruína do discípulo está ligado ao seu ser ou não ser solidário com Cristo. E esta situação se decide na escolha histórica pró ou contra Jesus.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Frei Aloísio de Oliveira, em Lendo o Evangelho

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.