Por O Mílite Em Para Sempre Consagrados

Doar a vida

“Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos” (Jo 15,13). Conheça a intenção mensal de oração da MI.





Por Sara Caneva, Missionária da Imaculada-Padre Kolbe, e Matilde Luvisotto, Voluntária da Imaculada-Padre Kolbe, que atuam na área de formação da MI

Ao recitarmos diariamente a nossa entrega pessoal a Nossa Senhora, neste mês de junho, como Milícia da Imaculada, em todo o mundo, rezemos pela seguinte intenção de oração diária:

"Para que a nossa vida seja um esplêndido dom para Deus e para os irmãos."

“Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos” (Jo 15,13)

Jesus nos mostrou, por Sua existência, o segredo para dar sentido à vida: doá-la. Se olharmos a vida de Jesus, vemos que Ele doou a vida por nós na Cruz. Mas antes de chegar a este momento, Jesus doou a vida dia após dia, para cada homem e mulher, sem distinção.

Pensemos em alguns nomes no Evangelho: a Samaritana, Zaqueu, os apóstolos, e tantos outros... Cada um deles encontrou a verdadeira Vida através do encontro com Jesus, no Seu olhar de amor e de misericórdia. Jesus nos ensina que dar a vida é descentralizar-se de si, e dar aquilo que temos dentro do coração: o amor.

O ensinamento de Jesus é sempre o do amor humilde: só o amor liberta interiormente, dá paz e alegria. A alegria verdadeira. Dar vida é entrar na lógica de amor e de dom de Jesus.

Toda a vida de Padre Maximiliano Kolbe foi doada em favor da vida espiritual e felicidade dos irmãos. Seu maior desejo era consumir-se no trabalho de conversão e santificação de todos, sem distinção, como expressa em seu artigo dirigido aos milites, em dezembro de 1937:

“Despertemos todos, sem qualquer exceção, em nós mesmos, uma sábia solicitude pela salvação e a santificação do nosso próximo, seja próximo ou distante, inclusive até aquele que é totalmente estranho à nossa nacionalidade e raça, façamo-lo através da Imaculada, Medianeira de todas as graças, de qualquer graça de conversão e santificação. Todos nós, de fato, somos irmãos e irmãs, já que temos uma Mãe celeste comum, a Imaculada, um Pai comum que está nos céus. Façamos o sacrifício de nós mesmos, oferecendo à Imaculada as nossas humilhações, os sofrimentos, os fracassos; façamos o sacrifício daquilo que nos pertence, colocando à disposição um pouco dos nossos bens” (Escrito de São Maximiliano Kolbe 1218).

O maior bem que Padre Maximiliano Kolbe colocou à disposição em Auschwitz, campo de concentração nazista, na Polônia, foi a própria vida mas antes, durante sua prisão, em meio ao desprezo e à desumanização imposta pelo nazismo, continuava a missão de apresentar o amor de Jesus, manifestado na cruz e a Imaculada como esperança segura que só o amor materno suscita:

“Se cada um se dirige à Imaculada como a criança se dirige à sua mãe, e reflete sobre o que poderia fazer em sua própria situação, nas condições e nas circunstâncias em que vive; Ela sugerirá as ideias mais oportunas para ganhar o maior número possível de almas para Ela e para a sua Milícia” (Escrito 1218).

Padre Kolbe não pôde salvar da morte física aos quase cinco milhões de prisioneiros, mas com atenção e cuidado “materno” sustentou, animou e confessou um número incalculável de companheiros de infortúnio. Ao entregar a própria vida em favor do jovem sargento polonês Francisco Gajowniczek, “Padre Maximiliano de modo particular tornou-se semelhante a Cristo” (Papa João Paulo II, 10 de outubro de 1982) sinal de vitória sobre o sistema de ódio reinante em Auschwitz. Francisco sobreviveu à guerra e morreu com 95 anos de idade. Só o amor vence o ódio!

Leia MaisÉ o Espírito que permite superar o medoO Espírito anima a Igreja em sua diversidadePandemia: se você ficar parado seu corpo enfraqueceráO sim de Maria é adesão livre e sábiaBaixe as revistas da Milícia da Imaculada deste mês de junho e evangelize conosco!

Para receber a revista impressa em sua casa, torne-se mílite! Você pode também fazer sua doação on-line para nos ajudar a manter nossos trabalhos de evangelização pela mídia.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por O Mílite, em Para Sempre Consagrados

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.