Por Túlia Savela Em O Mílite Atualizada em 04 ABR 2020 - 14H05

Semana Santa de "lives"

Nossa geração nunca imaginou que passaria o Domingo de Ramos e o Tríduo Pascal convidados, pela própria Mãe Igreja, a não ir às igrejas mas a tornar a nossa casa uma igreja doméstica, acompanhando as "lives", transmissões ao vivo, das celebrações


O mundo se tornou um local com muita comunicação de fácil acesso. Por que digo isso? Pense apenas em quantos canais a mais há na sua televisão em comparação a 20 ou 30 anos atrás... Pois é. E toda a informação a que você tem acesso na palma da mão por meio dos celulares?

Nossa casa mais parecia um hotel, um entrei e sai para ir ao trabalho, escola, lazer, visitas familiares etc até chegar a necessidade do distanciamento social por conta do coronavírus. Mas a Páscoa de 2020 reserva uma novidade: estamos sendo convidados, por força das circunstâncias, a viver um distanciamento que inclui até mesmo nossa vivência em comunidade, na paróquia. Estamos convidadíssimos a viver cada uma das mais importantes celebrações do ano litúrgico ligadinhos nos meios de comunicação que poderão nos ajudar a viver, com Jesus e Maria, cada passo da longa jornada do Tríduo Pascal - Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus.

Para tornar o ambiente de casa ainda mais em sintonia com as celebrações nas paróquias, trago algumas sugestões de ornamentação para a mesa principal da casa, que representará, naqueles momentos, o altar do Senhor, o próprio Salvador. Se você já tiver em casa esses itens, separe-os. Se não os tiver, não se preocupe com isso. Lembre-se que Jesus quer adoradores em espírito e verdade, antes de qualquer coisa. Seguem os itens:

  • Ramos, para o Domingo de Ramos
  • Bacia, água e toalha, para a Quinta-feira do Lava-pés
  • Cruz, para a Sexta-feira da Paixão
  • Velas, para a Vigília Pascal no Sábado Santo
  • Muito amor e alegria, para o Domingo de Páscoa, pois Jesus vive e reina para sempre!

Procure se informar como a sua comunidade fará chegar aos fiéis as celebrações. Se será pela TV, rádio ou pelas redes sociais, como Facebook, Youtube, entre outras.

Domingo de Ramos

Coloque o crucifixo em destaque no centro do seu altar, a Bíblia em sua frente e as imagens de Nossa Senhora e dos santos de sua devoção.

Se você tem um crucifixo pendurado em uma das paredes da casa, você poderá colocar preso a ele os ramos que você trará nas mãos durante a celebração de Ramos e que serão abençoados pelo celebrante da Missa, mesmo à distância. Não é necessário que sejam ramos de oliveira. Não saia de casa para buscar. Use a folhagem verde que você tiver em casa, ao seu alcance. 



Nas redes sociais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), os bispos aconselham a colocar as folhagens no portão ou na porta de casa. Veja as cinco orientações: 

1. Rezar pedindo a graça de bem viver a Semana Santa, ainda que em recolhimento em casa.

2. Colocar no portão ou na porta de casa (em lugar bem visível) alguns ramos. Marcar a casa é uma característica do povo de Deus.

3. Participar das celebrações transmitidas pela televisão ou pelas redes sociais.

4. Comprometer-se a, no futuro, participar ativamente da Coleta da Campanha da Fraternidade. Com ela, ajudamos os mais pobres.

5. Motivar pelas redes sociais, telefonemas ou outros meios que mantenham o distanciamento social, outras pessoas a também celebrarem o domingo de Ramos desse mesmo modo.

Quinta-feira Santa: Missa da Ceia do Senhor

Faça um momento de leitura bíblica em família logo pela manhã (quem sabe isso não se torna um hábito? Imaginou como Jesus e Maria ficarão felizes?). Uma sugestão é meditarem a instituição da Eucaristia e do Sacerdócio ministerial, bem como o Lava-pés, lendo 1Cor 11,23-26 e Jo 13,1-15. Outra ação simbólica muito significativa é reproduzir o lava-pés com os membros da família, se for possível. Pode amornar um pouco a água para ser ainda mais amorosa tal ação. A prática de lavar os pés reforça o amor mútuo, fraterno, que devemos nutrir pelos que moram conosco, de modo especial neste tempo de provação.

Sexta-feria Santa: Celebração da Cruz

Traga para junto da família, logo pela manhã, o maior crucifixo da casa e coloque nele um pano vermelho, se tiverem. Façam a leitura da Paixão (Jo 18,1-19. 42) ou a acompanhem na celebração, que, neste dia, não é uma missa, pois vamos estar com Jesus que agoniza e morre na cruz para nos salvar, para expiar nossos pecados por amor a cada um de nós, elevando-nos à categoria de filhos de Deus.

Por isso, na Sexta-feira Santa, somos convocados a participar de um jejum universal, com abstinência da ingestão de carne de vaca, porco e outros mamíferos e de aves, assim como ocorre na Quarta-feira de Cinzas, estando desobrigados os idosos, doentes e crianças. Trata-se de um dia de recolhimento, de diálogo interior com o Senhor. Pode-se evitar músicas, leituras e programas não religiosos. Durante as preces da celebração, façam também os pedidos em voz alta em sua casa.



Sábado Santo: Vigília Pascal

Vivemos nesse dia uma noite de luz. Aquele crucifixo da casa utilizado na Sexta-feira Santa, poderá ser ornamentado com um pano branco para essa celebração da Vigília Pascal. Unidos no coração de Nossa Senhora, que mesmo diante de tanto sofrimento não duvidou da promessa do Pai, vamos acolher o Senhor vitorioso ressuscitado. Tenha com você as velas para o momento da renovação das promessas do Batismo. A Milícia da Imaculada disponibiliza o Mini Círio pascal. Acesse a nossa loja virtual e confira.

Domingo de Páscoa: Festa da Ressurreição do Senhor

É o domingo mais festivo do ano porque recorda a vitória de Jesus sobre todos os males, o pecado e a morte. É dia de celebrar o amor e a vida que vem do Senhor, bem como a Sua misericórdia, que terá um dia todo dedicado a ela no Segundo Domingo de Páscoa, dia 19 de abril, neste ano. Aproveite o dia 12 de abril para viver em harmonia com as pessoas que moram na mesma casa que você e quem sabe preparem algo especial para a refeição principal do dia.

As edições da CNBB também disponibilizam folhetos litúrgicos para acompanhar as leituras das celebrações.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Túlia Savela, em O Mílite

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.