05 de Julho de 2020

14º Domingo do Tempo Comum

Cor litúrgica: Verde | Ano A

Zc 9,9-10

Leitura da Profecia de Zacarias:

Assim diz o Senhor: 9“Exulta, cidade de Sião! Rejubila, cidade de Jerusalém. Eis que vem teu rei ao teu encontro; ele é justo, ele salva; é humilde e vem montado num jumento, um potro, cria da jumenta. 10Eliminará os carros de Efraim, os cavalos de Jerusalém; ele quebrará o arco de guerreiro, anunciará a paz às nações. Seu domínio se estenderá de um mar a outro mar, e desde o rio até aos confins da terra”.

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.

Salmo 144

— Bendirei, eternamente, vosso nome, ó Senhor!

— Bendirei, eternamente, vosso nome, ó Senhor!

— Ó meu Deus, quero exaltar-vos, ó meu Rei, e bendizer o vosso nome pelos séculos. Todos os dias haverei de bendizer-vos, hei de louvar o vosso nome para sempre.

— Misericórdia e piedade é o Senhor, ele é amor, é paciência, é compaixão. O Senhor é muito bom para com todos, sua ternura abraça toda criatura.

— Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, e os vossos santos com louvores vos bendigam! Narrem a glória e o esplendor do vosso reino e saibam proclamar vosso poder!

— O Senhor é amor fiel em sua palavra, é santidade em toda obra que ele faz. Ele sustenta todo aquele que vacila e levanta todo aquele que tombou.

Rm 8,9.11-13

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos:

Irmãos: 9Vós não viveis segundo a carne, mas segundo o espírito, se realmente o Espírito de Deus mora em vós. Se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo.

11E, se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dentre os mortos mora em vós, então aquele que ressuscitou Jesus Cristo dentre os mortos vivificará também vossos corpos mortais por meio do seu Espírito que mora em vós. 12Portanto, irmãos, temos uma dívida, mas não para com a carne, para vivermos segundo a carne. 13Pois, se viverdes segundo a carne, morrereis, mas se, pelo Espírito, matardes o procedimento carnal, então vivereis.

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.

Mt 11,25-30

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, Jesus pôs-se a dizer: 25“Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos. 26Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado. 27Tudo me foi entregue por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai, e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar. 28Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso. 29Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso. 30Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Fonte: Editora Santuário

Devemos aprender com a suavidade de Jesus

Meus irmãos e minhas irmãs,

Muitas vezes, pensamos que o Evangelho é um peso, uma obrigação, que só aceitamos porque não temos outra opção. Muitas vezes, apresentamos o Evangelho para as outras pessoas como uma lei que poderia ser mais branda se Deus quisesse, mas que Ele deseja ser assim como prova. Não, não pense assim! O Evangelho é uma luz e um caminho para nossa vida; não é um peso e nem uma obrigação.

Jesus veio para facilitar nossa vida e deseja que sejamos felizes. Ele diz claramente: “Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve” (Mt 11,28-30).

Jesus se revela como Messias predito nas palavras de Zacarias, o Messias pobre e íntegro, que traz uma justiça mais forte do que qualquer força político-militar. Ele anuncia a paz concretizada na justiça e na solidariedade com os pobres. Ele é bom para todos.

Cristo assumiu a nossa condição humana e nos deixou um legado que, através do Batismo, o Espírito dele pode habitar em nós com toda Sua força e plenitude. Diante desse mistério, a sabedoria, concedida aos pobres, requer que rezemos a Deus como Jesus se dirigiu a Ele: “Eu te louvo, Pai, porque escondeste essas coisas aos sábios e inteligentes, e as revelaste aos pequeninos” (Mt 11,25-30).

Portanto, o propósito do Evangelho para nossa vida não é fruto da sabedoria humana, nem de qualquer conhecimento adquirido por nós, mas da revelação Divina que nos oferece inúmeras riquezas. Contudo, sem reconhecer humildemente nossa realidade, não existe salvação para nós e, é, por isso, que São Paulo nos aponta muitas vezes a oposição entre a sabedoria humana e a intensidade do Evangelho. Se queremos, pois, conhecer o Evangelho não basta estudá-lo do jeito humano, precisamos deixar que Deus se revele a nós, tome conta de nosso coração e nos ilumine. Só, assim, simulamos o modo de pensar e de ser de Jesus, e, então, chegaremos à verdadeira sabedoria. Pela fé, reconhecemos nossa pequenez e entregamo-nos nas mãos do Pai.

Frase do dia: "Vós, porém, não viveis segundo a carne, mas segundo o Espírito, se realmente o Espírito de Deus habita em vós. Se alguém não possui o Espírito de Cristo, este não é dele." Romanos 8,9

Ave Maria...

Recebam a bênção de Deus Todo-poderoso Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!

Padre Chico Silveira, do programa Recado de Vida, da Rádio Imaculada.

Liturgia: 05 de Julho de 2020

Últimas Velas dos Mílites
Vejas as últimas velas que os Mílites acenderam em nosso portal online
  • harmonia

    cvm

  • QUERIDO SÃO FRANCISCO GRATIDÃO ETERNA...

    CARLA

  • QUERIDOS SÃO COSME E SÃO DAMIÃO GRATI...

    CARLA

  • QUERIDA RAINHA DOS MARES IEMANJA GRAT...

    CARLA

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.