Nossa Senhora

Pensamentos sobre Maria

Nossa fé está interligada a intercessão de Maria, o dom que ela exerce sobre nós é sem igual.

Paulo Teixeira

Escrito por Paulo Teixeira

30 ABR 2019 - 13H02 (Atualizada em 25 AGO 2021 - 09H31)

Novo Papa

“Guardar Jesus com Maria, guardar a criação inteira, guardar toda a pessoa, especialmente a mais pobre, guardarmo-nos a nós mesmos: eis um serviço que o Bispo de Roma está chamado a cumprir, mas para o qual todos nós estamos chamados, fazendo resplandecer a estrela da esperança: Guardemos com amor aquilo que Deus nos deu! Peço a intercessão da Virgem Maria, de São José, de São Pedro e São Paulo, de São Francisco, para que o Espírito Santo acompanhe o meu ministério, e, a todos vós, digo: rezai por mim! Amém“.

Homilia, 19 de março de 2013

Mãe de Deus

“O nosso caminho de fé está indissoluvelmente ligado a Maria, desde o momento em que Jesus, quando estava para morrer na cruz, no-La deu como Mãe, dizendo: ‘Eis a tua mãe!’ (Jo 19, 27). Estas palavras têm o valor dum testamento, e dão ao mundo uma Mãe. Desde então, a Mãe de Deus tornou-Se também nossa Mãe! Na hora em que a fé dos discípulos se ia quebrantando com tantas dificuldades e incertezas, Jesus confiava-lhes Aquela que fora a primeira a acreditar e cuja fé não desfaleceria jamais. E a ‘mulher’ torna-Se nossa Mãe, no momento em que perde o Filho divino. O seu coração ferido dilata-se para dar espaço a todos os homens, bons e maus, todos; e ama-os como os amava Jesus. A mulher que, nas bodas de Caná da Galileia, dera a sua colaboração de fé para a manifestação das maravilhas de Deus na mundo, no Calvário mantém acesa a chama da fé na ressurreição do Filho, e comunica-a aos outros com carinho maternal. Assim Maria torna-Se fonte de esperança e de alegria verdadeira”.

Homilia, 1º de janeiro de 2014

O dom da mãe

“A devoção a Maria não é galanteria espiritual, mas uma exigência da vida cristã. Olhando para a Mãe, somos encorajados a deixar tantas bagatelas inúteis e reencontrar aquilo que conta. O dom da Mãe, o dom de cada mãe e cada mulher é tão precioso para a Igreja, que é mãe e mulher. E, enquanto o homem muitas vezes abstrai, afirma e impõe ideias, a mulher, a mãe sabe guardar, fazer a ligação no coração, vivificar. Porque a fé não se pode reduzir apenas a ideia ou a doutrina; precisamos, todos, de um coração de mãe que saiba guardar a ternura de Deus e ouvir as palpitações do homem. A Mãe, autógrafo de Deus sobre a humanidade, guarde este Ano e leve a paz de seu Filho aos corações, aos nossos corações, e ao mundo inteiro. E, como filhos dela, convido-vos a saudá-la hoje, simplesmente, com a saudação que os cristãos de Éfeso pronunciavam diante dos seus Bispos: ‘Santa Mãe de Deus!’”.

Homilia, 1º de janeiro de 2018

Misericórdia

“Ninguém, como Maria, conheceu a profundidade do mistério de Deus feito homem. Na sua vida, tudo foi plasmado pela presença da misericórdia feita carne. A Mãe do Crucificado Ressuscitado entrou no santuário da misericórdia divina, porque participou intimamente no mistério do seu amor”.

Misericordiae Vultus 24, 11 de abril de 2015.

Alegria do evangelho

Há um estilo mariano na atividade evangelizadora da Igreja. Porque sempre que olhamos para Maria, voltamos a acreditar na força revolucionária da ternura e do afeto. Nela, vemos que a humildade e a ternura não são virtudes dos fracos, mas dos fortes, que não precisam de maltratar os outros para se sentir importantes. Fixando-a, descobrimos que aquela que louvava a Deus porque ‘derrubou os poderosos de seus tronos’ e ‘aos ricos despediu de mãos vazias’ (Lc 1, 52.53) é mesma que assegura o aconchego dum lar à nossa busca de justiça. E é a mesma também que conserva cuidadosamente ‘todas estas coisas ponderando-as no seu coração’ (Lc 2, 19)”

Evangelii Gaudium 288, 24 de novembro de 2013

Vida nova

“Ó Mãe, ajuda esta cidade a desenvolver os ‘anticorpos’ contra alguns vírus dos nossos tempos: a indiferença, que diz: ‘Não me diz respeito’; a má educação cívica que despreza o bem comum; o medo do diverso e do estrangeiro; o conformismo disfarçado de transgressão; a hipocrisia de acusar os outros, quando se fazem as mesmas coisas; a resignação à degradação ambiental e ética; a exploração de tantos homens e mulheres. Ajuda-nos a rejeitar estes e outros vírus com os anticorpos que derivam do Evangelho. Leva-nos a adquirir o bom hábito de ler todos os dias um trecho do Evangelho e, a teu exemplo, conservar no coração a Palavra, para que, como uma boa semente, dê fruto na nossa vida”.

 Oração à Imacualda Conceição, 8 de dezembro de 2017

Escrito por
Paulo Teixeira
Paulo Teixeira

Jornalista formado na Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (FAPCOM), atua como editor responsável das revistas O Mílite e Jovem Mílite há mais de quatro anos. É autor do livro "A comunicação na América Latina".

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Últimas Velas dos Mílites
Vejas as últimas velas que os Mílites acenderam em nosso portal online
  • Deus não deixe que nada me atinja ou ...

    Debora

  • Agradecendo a Deus, Jesus e Maria por...

    Wadston César Ferreira

  • QUERIDO SÃO FRANCISCO PEOTEJEI MINHA ...

    CARLA

  • QUERIDOS SÃO COSME E SÃO DAMIÃO PROTE...

    CARLA

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Espiritualidade, em Nossa Senhora

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.