Por Frei Sebastião Benito Quaglio Em A Santa Missa Atualizada em 14 SET 2021 - 17H28

A Cruz é um sinal de vida

Na Santa Missa desta terça-feira (14), Frei Sebastião medita sobre e celebração da Santa Cruz e o significado desse símbolo para os cristãos

Pixabay
Pixabay


O Frei Sebastião Benito Quaglio (OFMConv.) presidiu hoje a Santa Missa, no Santuário Imaculada Conceição e São Maximiliano Maria Kolbe, em São Bernardo do Campo, São Paulo, e comentou a Primeira Leitura (Nm 21,4b-9) e o Evangelho de hoje (Jo 3,13-17).

Frei Sebastião destaca que nesta terça-feira (14), a Igreja celebra a exaltação da Santa Cruz. A cruz para muitos é um terrível instrumento de morte, mas é um grande sinal de vida.

Jesus enfrentou o pior tipo de tortura, não era apenas uma sentença de morte, algumas pessoas passavam dias crucificados. Por que Cristo passou por isso?

Deus amou o mundo ao ponto de enviar o Seu Filho, e para que o mundo não tivesse dúvida, Cristo quis dar a sua vida desse jeito.

A Cruz para nós cristãos não é instrumento ruim, mas sim o que Jesus a tornou com a sua vida. Portanto não foi uma declaração de amor, mas uma prova de quanto somos importantes para Deus.

Por isso que cada um de nós, olhando para a cruz, tem que se perguntar: “você fez isso por mim? Por que? Quem sou eu para você?”

Nossa vida tem um rumo diferente, ela começa a revelar o seu mistério existencial que não é marcado pela morte, mas pela vida e ressureição.

A Cruz sempre será o sinal de vitória, da vida, da aurora e do sentido de cada um de nós.

Transcrição Maria Paula Maximo

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Frei Sebastião Benito Quaglio , em A Santa Missa

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.