A Santa Missa

Jesus Cristo veio para todos

Na Santa Missa desta quarta-feira (03), Frei Sebastião medita sobre a vida de Cristo para todos nós e não para um pequeno grupo

Escrito por Frei Sebastião Benito Quaglio

03 AGO 2022 - 12H09 (Atualizada em 04 AGO 2022 - 09H04)

O Frei Sebastião Benito Quaglio (OFMConv.) presidiu hoje a Santa Missa, no Oratório Imaculada Conceição e São Maximiliano Maria Kolbe, em São Bernardo do Campo, São Paulo, e comentou a Primeira Leitura (Jr 31,1-7) e o Evangelho de hoje (Mt 15,21-28).

Em sua homília, Frei Sebastião destaca que o episódio narrado no Evangelho de hoje nos faz pensar. Jesus foi tão duro, não queria saber daquela mulher, dizendo que Ele veio somente para os filhos de Israel.

Jesus era esperado como messias dos judeus, dos hebreus, havia ainda aquele conceito nacionalista que o messias viria para eles. Jesus queria educar os seus apóstolos a uma visão mais ampla.

Nós, nesse episódio, vemos que Jesus mostra a seus discípulos que não somente em Israel existe a fé. Ele sabia que não veio em uma visão nacionalista, porque o mundo inteiro precisa de fé, de conversão e de salvação. Jesus faz esse trabalho de ensinar para todos. Esse Evangelho parece limitado, mas não é, Cristo quer alargar o nosso coração.

A Milícia da Imaculada tem como missão levar Cristo para o mundo inteiro, e esse ideal de São Maximiliano deveria ser cumprido com a Imaculada. Ele também sabia da necessidade de alargar a salvação ao mundo inteiro.

Não existe nenhum ser humano que fique marginalizado por Deus. Temos que levar essa mentalidade a todos. Não temos que nos prender às estruturas e meios, mas usá-los para alcançar a dimensão do coração de Jesus.

Parece ser uma coisa inatingível, mas não impossível. Toda a tecnologia está a nosso favor, porque hoje podemos atingir muitas pessoas ao mesmo tempo, pelos meios de comunicação, mesmo à distância.

Vamos tirar as fronteiras do nosso coração e alargar os horizontes deixando que Cristo se torne conhecido e amado por meio de nós, porque, em sintonia com Deus, devemos ser como o sol que ilumina a todos e não descrimina ninguém.

Cristo é a vida que os homens precisam e somos escolhidos para realizar isso. Então vamos seguir juntos. A nossa conquista não pode parar.

Transcrição Marta Romero

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Frei Sebastião Benito Quaglio , em A Santa Missa

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.