Santos

Dia dos Pais com São José

Vamos celebrar o Dia dos Pais com o exemplo de São José

Escrito por Espiritualidade

11 AGO 2019 - 06H00 (Atualizada em 24 AGO 2021 - 15H16)

Por Frei Patrício Sciadini, carmelita descalço

Neste mês se celebra o dia dos pais. O comércio se agita, as TV’s mostram só propaganda de pais “heróis e filhos apaixonados e admiradores” dos pais. O problema, não sei se é ou não verdade, é que a propaganda consegue convencer os filhos para que comprem presentes, muitas vezes com o dinheiro dos pais. Passada a festa, tudo volta à normalidade até o próximo agosto. Por isso, vamos celebrar o  Dia dos Pais com São José O pensamento da palavra de Deus e da Igreja não é o consumismo e o “presentismo”, mas sim conscientizar tanto os pais quanto os filhos de que a vida se constrói juntos, que sem a família não é possível sonhar um futuro melhor.  

Nestes dias parei para meditar a figura dos grandes pais bíblicos e vi como a bíblia tem um conceito de paternidade belíssimo. O pai não é algo descartável, que uma vez velho, doente ou por perda de juízo, se joga fora ou se amontoa num asilo de velhos, mesmo que seja de luxo, com TV a cabo, brinquedos ou quatro telefones celulares que servem para todos os usos. Para a bíblia, pai é aquele que, tendo assimilado a sabedoria da vida, a passa com doçura aos filhos para que não caiam nos mesmos erros e não se deixem enganar. Pai é o mestre que sabe como educar e como corrigir, é o companheiro que ajuda a não cair nas armadilhas da vã glória e do amor ao dinheiro.

Leia MaisFamília é lugar do perdãoComo podemos mudar a família?Família não é um partido políticoRezar juntos

Entre todos os pais bíblicos, há um que me parece que deveria ser colocado em evidência pela missão recebida por Deus, pela maneira como ele a desempenhou e pela elegância como soube aceitar os projetos de Deus, mesmo não compreendendo bem o que significavam. Este pai se chama José, que exercia um trabalho que não podia permitir-lhe grande luxo e nem vida cômoda. É conhecido como o carpinteiro de Nazaré, aquele que de manhã cedo, antes do levantar do sol, depois de ter rezado o shemá, pegava sua caixa de apetrechos e ia pelas aldeias e pelas ruas perguntando se havia alguma cadeira para consertar…

Comia na marmita que levava consigo de casa e levava, para que aprendesse o trabalho, um menino alegre, esperto, atento a tudo, chamado Jesus. O José de quem estou falando, dizem que tinha um passado glorioso, descendência do mesmo rei Davi, mas ele era pobre e sem honra, a não ser a grande honra da sua honestidade e da fé herdada dos seus pais. O José de quem nós falamos é aquele que era noivo de uma jovem chamada Maria, escolhida para ser mãe de Jesus. Pelo Espírito Santo foi fecundada e José, estando no escuro e sendo avisado por um anjo de não ter medo de recebê-la em sua casa como esposa, a recebeu com alegria.

É o José, pai protetor de Jesus e de Maria, é o José que nunca diz nada, mas que tudo faz para colocar em prática a vontade de Deus. É ele que, chefe da família, guia a família para o Egito como migrante, a guia na volta a Nazaré e a conduz para as festas de páscoa a Jerusalém. É o José que, percebendo a perda de Jesus, o procura e nada diz quando o encontra no templo discutindo com os doutores. É o pai modelo para todos os pais. Não parece que ganhou presentes de Jesus e nem que deu presentes, mas educou para o sentido de Deus, a responsabilidade e o amor. Este é São José, modelo de todos os pais, que antes de tudo deve ser santo para poder educar o filho que Deus lhe confia.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Últimas Velas dos Mílites
Vejas as últimas velas que os Mílites acenderam em nosso portal online
  • Peço que meu filho consiga se formar ...

    Sandra

  • Que dia 05/03/2024 eu alcance a graça...

    Jeane

  • Pela paz no mundo, pela conversão dos...

    Marcos Schmitz

  • Peço por um milagre financeiro, a gra...

    Taís

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Espiritualidade, em Santos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.