Por Vladimir Ribeiro Em Noticias

Instituições recomendam adiamento de mudanças no WhatsApp

Divulgação
Divulgação
Quem não aderir a novas regras terá funcionalidade da plataforma reduzida


A partir deste sábado (15), o WhatsApp vai limitar funções de contas de usuários que não aceitarem as novas regras da política de privacidade do aplicativo.

Entre as principais mudanças, está o compartilhamento de dados de usuários do WhatsApp com o Facebook. A rede social e outras empresas do mesmo grupo também podem usar dados do WhatsApp para fazer sugestões por exemplo, de amigos, de contatos ou de conteúdo, e mostrar ofertas e anúncios.

O Ministério Público Federal, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica, a Autoridade Nacional de Proteção de Dados e a Secretaria Nacional do Consumidor enviaram ao WhatsApp e ao Facebook uma recomendação sobre a nova política de privacidade.

Além de indicar providências sobre o acesso dos usuários à plataforma, os órgãos recomendam ao WhatsApp que adie a data de vigência de sua nova política.

Em nota, o WhatsApp informou que a atualização anunciada em janeiro não amplia a capacidade do aplicativo de compartilhar dados com o Facebook e não interfere na comunicação privada do usuário com amigos e familiares. Ainda segundo a nota, as mudanças na política de privacidade estão relacionadas a conversas com empresas e foram pensadas para aumentar a transparência dessas conversas no WhatsApp.

O procurador Carlos Bruno explica que os usuários que se sentirem lesados podem buscar seus direitos.

O aplicativo esclarece que, mesmo com a mudança nos termos de privacidade, conversas pessoais continuam protegidas com a criptografia de ponta a ponta. Porém, a proteção da criptografia em conversas com contas comerciais não está garantida.

O WhatsApp afirma que a intenção não é apagar a conta dos usuários que não aceitarem as mudanças e sim limitar algumas funções. Mas na prática, aqueles que não tiverem concordado com os novos termos irão ler um lembrete persistente com mais frequência, para que aceitem as regras.

Quem não aceitar as novas regras do WhatsApp, ficará com a funcionalidade limitada e não será mais possível acessar a lista de conversas. Depois de mais algumas semanas, não será mais possível receber ligações ou notificações e o WhatsApp irá parar de enviar mensagens e chamadas para o telefone. O aplicativo não esclareceu em quanto tempo essas restrições serão aplicadas.




Fonte: Radioagência Nacional

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto