Por Paulo Teixeira Em Catequese Bíblica

A Bíblia

O termo bíblia é uma tradução do latim bíblia, que é uma transcrição plural do grego ta bíblia, que quer dizer “livros”.




O termo livros, sem uma qualificação, mostra a posição especial que estes livros ocupam, expressando também que a bíblia é uma coleção, uma variedade de livros, muito mais uma biblioteca do que uma única obra literária.

Este conjunto de livros é reconhecido pelos judeus e cristãos como a palavra de Deus. O número destes livros difere conforme o cânon ou norma de autenticidade, aplicado por ambas as partes.

A bíblia hebraica, conhecida pelos cristãos como Antigo Testamento (AT), é formada por 46 livros. Seu cânon foi fixado pelos judeus da Palestina pelo ano 100 de nossa era. Os judeus reconhecem somente os livros em hebraico, excluindo os escritos em grego.

A bíblia hebraica compreende estas três partes: Lei-Tora, formada pelos cinco livros chamados de Pentateuco, nesta ordem: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio. Os profetas, subdivididos em duas grandes partes. Primeiros Profetas: Josué, 1e 2 Samuel, 1 e 2 Reis; Últimos Profetas: Isaías, Jeremias, Ezequiel, e os doze “profeta menores”: Oseias, Joel, Amós, Abdias, Jonas, Miqueias, Naum, Habacuc, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias.

Escritos: conjunto de livros de gêneros muitos variados: Salmos, Jó, Provérbios, Lamentações, Eclesiastes, Rute, Ester, Cântico dos Cânticos, Daniel, 1 e 2 Crônicas, Esdras e Neemias.

A Bíblia cristã reconhece e aceita este cânon ou lista oficial dos livros do AT. Inclui, além disso, os livros que aparecem na tradução grega chamada dos LXX (Setenta) – versão grega da diáspora. São, concretamente, os seguintes: Tobias, Judite, Ester, 1 e 2 Macabeus, Sabedoria, Eclesiástico, Baruc e Carta de Jeremias. Estes livros são chamados por nós católicos de deutero-canônicos, e de apócrifos pelos protestantes.

O novo testamento (NT), não é reconhecido pelos judeus como sagrada escritura. É formado por 27 livros: os evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João, que é o centro do novo testamento, os Atos dos Apóstolos, as Cartas ou Epístolas, classificadas de acordo com seu destinatário ou segundo o seu autor. Assim, 14 de São Paulo: aos Romanos, 1 e 2 aos Coríntios, aos Gálatas, aos Efésios, aos Filipenses, aos Colossenses, 1 e 2 aos Tessalonicenses, 1 e 2 a Timóteo, a Filemon, aos Hebreus. Outro grupo de cartas, chamadas de “católicas”: de Tiago, 1e 2 de Pedro, 1, 2 e 3 de João, e a Carta de Judas. Por último, o Apocalipse de João.

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Paulo Teixeira, em Catequese Bíblica

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.