A Santa Missa

Amai-vos uns aos outros

Na Santa Missa desta sexta-feira (20), Frei Diogo medita sobre o maior mandamento que Jesus nos ensinou: o mandamento do amor

Escrito por Frei Diogo Luís Fuitem

20 MAI 2022 - 10H41 (Atualizada em 20 MAI 2022 - 11H01)

Divulgação

O Frei Diogo Luís Fuitem (OFMConv) presidiu hoje a Santa Missa, no Oratório Imaculada Conceição e São Maximiliano Maria Kolbe, em São Bernardo do Campo, São Paulo, e comentou a Primeira Leitura (At 15,22-31) e o Evangelho de hoje (Jo 15,12-17).

Em sua homília, Frei Diogo destaca que a videira é o próprio Jesus e nós somos os ramos. Sabemos que árvore tem as raízes que captam a seiva para o tronco e para os ramos. Hoje Jesus nos fala que não somos seus servos, mas somos seus amigos.

O novo mandamento que Jesus nos fala hoje é “amai-vos uns aos outros”. Jesus estava falando para os discípulos, mas vale ainda hoje para todos nós cristãos. Nós fomos chamados e escolhidos para plantar o amor no mundo. Na prática, ainda estamos distantes do amor que o mundo precisa, mas não podemos desanimar, nós somos reflexo do amor de Deus no mundo.

O próprio Jesus diz que o maior amor é dar a vida pelos amigos. Jesus deu a sua vida para que a humanidade fosse salva.

São Paulo nos lembra: “vamos ajudar os fracos e necessitados, porque Jesus disse, que é melhor dar do que receber”. É mais bem aventurado quem doa, a sua generosidade lhe dá muita alegria, maior ainda do que aquele que recebe.

Estamos vivendo um tempo de muito frio, é uma ótima oportunidade de sermos generosos, oferecendo agasalho para quem tem frio. São Maximiliano deu um exemplo máximo de amor, deu a sua própria vida no lugar de um pai de família.

Na primeira leitura, vemos que os pagãos foram aceitos na comunidade cristã, sem a obrigação de cumprir as leis do judaísmo, observando alguns preceitos dos cristãos da época. Isso valeu muito para o crescimento e extensão do cristianismo, pois muitos puderam fazer parte, por causa desse acolhimento generoso.

Não devemos ser egoístas, mas devemos nos abrir para acolher nossos irmãos com generosidade e com o coração aberto e disponível para o Senhor. Por isso eu também digo: “Amai-vos uns aos outros.” Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Para sempre seja louvado.

Transcrição Marta Romero

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Frei Diogo Luís Fuitem , em A Santa Missa

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.