Por Marta Romero Em A Santa Missa

As bem-aventuranças são alertas para a nossa vida

Temos que saber o que Cristo quer de nós. Devemos interiorizar o jeito de Jesus para podermos construir a nossa felicidade




Transcrição por Marta Guimarães
Edição e Técnica por Gil Brasil

Hoje a Palavra de Deus nos fala sobre as bem-aventuranças. Juntos queremos irradiar a boa nova de Jesus a todos vocês da Milícia da Imaculada. Jesus não fala de uma felicidade futura, mas de uma felicidade real e que pode acontecer agora. Deus não se alegra com as dificuldades, com os sofrimentos e nem como os nossos problemas. Jesus multiplicou os pães para os famintos, curou os cegos, mudos, surdos, os doentes, os coxos, devolveu a dignidade a tantos excluídos e até ressuscitou os mortos.

Sim, Deus não quer os sofrimentos, mas quer que os homens não se deixem arrastar nesse mundo, esquecendo e desviando a atenção do que cada existência humana deve ter.

Posso ser feliz nas minhas lutas, preocupações e nos meus problemas. Não é uma lógica humana, mas é a lógica de Deus. A religião muitas vezes é procurada para aliviar os problemas, mas nós devemos nos sentir amados por Deus, mesmo estando sozinhos, tristes, angustiados ou com depressão. Temos que sentir Deus presente na nossa vida através da oração. Podemos rezar sempre para termos uma visão diferente da vida. A oração trás muita paz, alegria e amor no nosso coração. Podemos sentir a felicidade invadindo o nosso ser, apesar de tudo e sentir a presença de Deus. Assim nos tornamos fortes e teremos estrutura para aguentar qualquer coisa que a vida nos impõe.

Para Jesus a vida também não era fácil, mas a consciência de que Ele tinha uma missão a cumprir era a sua maior alegria. Podemos ver o lado bom da nossa vida. Devemos fazer uma leitura de esperança, nenhuma lágrima deve ser derramada sem ter um verdadeiro sentido.

Devemos dar outro sentido aos nossos problemas, um filho drogado, um filho preso, uma doença, dívidas, problemas de relacionamentos em família, dificuldades com o trabalho, sabemos que não são motivos de alegria, mas devemos criar em nós aquela serenidade e paz, e que dão a segurança de que não estamos sozinhos.

Deus tem um caminho para nós que nem podemos imaginar. Somos o Evangelho encarnado, cada história, cada um de nós sejamos alegria para os outros. Temos a nossa função, um caminho a seguir e uma missão a cumprir. Somos importantes para Deus. Jesus faz tudo com amor! Ele chama a nossa atenção. Se estivermos num caminho errado, devemos sentir nas bem-aventuranças um alerta, um sinal, um farol vermelho que se ascende e então devemos brecar, rever e agir de modo certo. A nossa felicidade já está aqui na comunhão com Deus e Nossa Senhora.

Ouça aqui a Santa Missa na íntegra. Aproveite para também assistir nossa programação ao vivo pelo canal Milícia da Imaculada Oficial no Youtube.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Marta Romero, em A Santa Missa

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.