A Santa Missa

A dinâmica da Semana Santa

Na Santa Missa desta segunda-feira (11), Frei Sebastião medita sobre a dinâmica da Semana Santa

Escrito por Frei Sebastião Benito Quaglio

11 ABR 2022 - 11H51

Divulgação

O Frei Sebastião Benito Quaglio (OFM Conv.) presidiu hoje a Santa Missa, no Oratório Imaculada Conceição e São Maximiliano Maria Kolbe, em São Bernardo do Campo, São Paulo, e comentou a Primeira Leitura (Is 42,1-7) e o Evangelho de hoje (Jo 12,1-11).

Frei Sebastião destaca que na primeira leitura a figura de Javé quer dizer que o próprio Jesus viria daquele modo ao mundo. No Evangelho, temos vários personagens já conhecidos, cada um se identifica com a sua característica, uma muito dinâmica, Marta; outra, Maria, toda atenciosa e delicada com Jesus; Lázaro, uma pessoa silenciosa, que é o chefe da família e outro definido como ladrão, o Judas.

A dinâmica da Semana Santa é bastante intensa, temos que vivê-la com muita fé. Não fiquemos somente na ação, mas cada um deve se situar nela. Devemos sentir que somos os destinatários disso tudo. Não vamos viver essa semana de uma forma só de repetição dos episódios, uma rotina litúrgica.

Temos que refletir sobre a nossa existência diante desses fatos das leituras. É preciso introjetar em nós a Palavra de Deus. Olhar para o outro como alguém que também é objeto do amor de Deus.

Portanto, a partir de nós, ver a humanidade com os olhos de Jesus. A humanidade deve largar essas guerras, os egoísmos e a sede de poder e lembrar mais dos necessitados e excluídos.

Quantas pessoas estão presas nas cadeias, nos hospitais e nas casas sem assistente médica? Quantas pessoas só queriam ter um emprego? Ou queriam abrir a geladeira e ter alimentos? Muitos nem geladeiras tem.

Não devemos nos fechar no nosso pequeno mundo, mas temos que entrar em sintonia com Jesus, a luz que ilumina e dá sentido a nossa vida.

Nós queremos contribuir com a nossa vida e com a nossa oração para que o mundo se desperte na valorização do ser humano. Que esta semana, não seja para nós simplesmente mais uma Semana Santa. Podemos ser como Jesus, uma faísca de luz e esperança para todos.

Sempre ao lado daquela que Jesus nos deu aos pés da Cruz, sua e nossa também mãe, porque nela se identificou a ternura de Deus, que é a única força que vence todos os corações.

 Transcrição Marta Romero

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Frei Sebastião Benito Quaglio , em A Santa Missa

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.