Mãezinha do Céu

Nossa Senhora da Candelária

Nossa Senhora das Candeias, também chamada de Nossa Senhora da luz é padroeira de Guiné Bissau, país da África Ocidental. Conheça mais sobre esta devoção

Escrito por O Pequeno Mílite

23 JUN 2022 - 00H00

Divulgação

A Catedral de Bissau, capital da Guiné- -Bissau, é dedicada a Nossa Senhora da Candelária. Sua construção teve início a 28 de Maio de 1935, foi sagrada a 7 de Dezembro de 1950, tornando-se o centro da Igreja Católica Romana em Guiné, não só até sua independência de Portugal, em 1974, como depois.

Entre as décadas de 1940 e 1960, a catedral constituiu-se como um poderoso símbolo da presença de Portugal, e da conversão de Bissau em uma “capital digna do país”. A 27 de Janeiro de 1990 foi visitada pelo Papa João Paulo II.

Nossa Senhora da Candelária, que também pode ser chamada das Candeias, ou da Purificação, ou da Luz, é padroeira da Guiné-Bissau. O título tem a sua origem no episódio da purificação de Nossa Senhora e da apresentação do Menino Jesus no Templo 40 dias após o Seu nascimento. De acordo com a tradição judaica, as mulheres, após darem à luz, ficavam impuras e não podiam visitar o Templo até 40 dias após o parto; passado esse período, deviam apresentar-se diante do sumo-sacerdote, e apresentar o seu sacrifício (um cordeiro ou duas pombas) e assim purificar-se.

Desta forma, José e Maria apresentaram- se diante de Simeão para cumprir o seu dever, e este, depois de lhes ter revelado maravilhas acerca do filho que ali traziam, disse: “Agora, Senhor, deixai o vosso servo ir em paz, segundo a vossa palavra. Porque os meus olhos viram a vossa salvação que preparastes diante de todos os povos, como luz para iluminar as nações, e para a glória de vosso povo de Israel” (Lc 2,29).

Com base na festa da Apresentação de Jesus e a Purificação da Virgem, nasceu a festa de Nossa Senhora da Purificação; do cântico de São Simeão, que promete que Jesus será a luz que irá iluminar as nações, nasceu a devoção a Nossa Senhora das Candeias, da Candelária ou da Luz, cuja festa é celebrada no dia 2 de fevereiro, geralmente com uma procissão de velas.

Fonte: Pequeno Milite

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por O Pequeno Mílite, em Mãezinha do Céu

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.