Por Frei Sebastião Benito Quaglio Em A Santa Missa

Fomos feitos por um artista

Confira na íntegra a homilia do Frei Sebastião desta quinta-feira




Para nós, o que Jesus disse  - "Compreendestes tudo isso?” - é motivo de reflexão. Ou seja, a Palavra de Deus tem que ser meditada e levada a sério. Compreender significa tomar consciência daquilo que Deus quer para nós.

Achei bonita a imagem do oleiro na Primeira Leitura, pois Deus é representado como um oleiro - aquele que faz vasos e outros objetos com barro usando as suas próprias mãos e modela do seu jeito. Em Gênesis é mostrado que fomos feitos por Deus do barro. Somos produtos de um artista. Portanto, Deus nos fez do jeito que Ele ama, do jeito que Ele gosta que nós sejamos. Pense um pouco nisso! Somos feitos por Deus e, portanto Deus não poderia nos fazer monstros e nos fez a Sua imagem. Inclusive em Jesus nos redimiu a todos.

Devemos levar em consideração tudo isso e tomar consciência, porque depois que Deus nos fez uma obra-prima Dele, nós nos tornamos obras-primas.

Deus soprou sobre nós e nos criou dando a vida e, por isso, temos que ter consciência e reconhecer que Deus nos fez. Devemos procurar ser o que Ele quer da gente, porque Ele nos fala continuamente, através dos Profetas, da Bíblia e, sobretudo, através de Jesus Cristo. Esta palavra é para meditar... A nossa vida é séria, todos nós precisamos ter mais consciência que Deus nos fez e o quê Ele quer de nós. Pensem nisso!

Oração depois da comunhão

Por estarmos aqui, Jesus veio ao mundo, sabendo que não seria fácil Sua missão. O mundo se poluiu de tantas coisas, que chegou até escurecer o caminho verdadeiro da nossa existência com Deus. Agora Jesus, que é a luz do mundo, mostra o nosso caminho. Quem entendeu isso renova a consciência de pertencer a Deus e ser amado por Ele.

Lembrem-se de Jesus na Cruz, da Sua última palavra forte de amor de Deus para a humanidade. Por isso, no Evangelho de hoje, temos que pensar e refletir: é isso que Jesus nos deixa, esta responsabilidade de nos situarmos nesse projeto de Deus.

Não podemos errar o itinerário desse projeto que tem a força de Deus, a misericórdia de Deus e que quer nos levantar, mas não vamos ficar no chão. Vamos levantar e vamos pedir, nas nossas dificuldades, a força de Deus. Vamos chorar como crianças, mas vamos levantar as mãos para o Pai, para Jesus e para Nossa Senhora. Vamos então ter a certeza que seremos acolhidos e acolhidas, um dia, na Glória Eterna. Amém!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Frei Sebastião Benito Quaglio , em A Santa Missa

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.