Por Josimara dos Santos, MIPK Em São Maximiliano Kolbe

A visão de São Maximiliano sobre a Páscoa

“O essencial da ressurreição das almas consiste na concordância da nossa vontade com a vontade de Deus”, dizia São Maximiliano Kolbe




Em uma reflexão após a Páscoa, São Maximiliano Kolbe fez a seguinte constatação: “Se tudo se limitou à alegria exterior, essas festas não alcançaram o seu objetivo. Temos que, como o comerciante, calcular se lucramos tanto quanto poderíamos lucrar. A consciência dirá isso a cada um, se refletir”.

Certamente a nossa atividade exterior é secundária. O trabalho mais importante é a oração silenciosa, as pequenas mortificações, aceitar a vontade de Deus da manhã até a noite. Todas as outras coisas não obtêm a graça de Deus, e pela oração e mortificação obtêm-se a graça de Deus para as almas.

Na Cidade da Imaculada, fundada por São Maximiliano, a coisa mais importante era a santificação dos irmãos. A Ressurreição de Jesus só seria completa quando todas as almas em Niepokalanów ressuscitassem.Leia MaisEntrevista com Dom Antônio Carlos Félix sobre o sentido da Páscoa Frei Sebastião tem uma mensagem de Páscoa para vocêOs mistérios envoltos da Ressurreição de CristoTempo pascal: primavera da nossa vida

O que significa, então, a ressurreição de cada um individualmente? Para São Maximiliano “pequenos sacrifícios e a oração podem ser poderosos meios para a ressurreição, mas não podem ser o objetivo. O essencial da ressurreição consiste na concordância da nossa vontade com a vontade de Deus”.

Segundo São Maximiliano, a vida nova que Jesus nos dá não é para fazer diversas outras coisas que ainda não tenhamos feito na vida, mas para fazer o que dá valor a toda a vida. Dizia o santo: “Procuremos aprofundar esta ressurreição e ter como objetivo conciliar a nossa vontade com a vontade de Deus a tal ponto que não nos desanimemos com as dificuldades, mesmo que seja preciso entregar a vida. Quanto menos confiamos em nós próprios, e mais confiarmos na Imaculada, tanto mais receberemos. Como consequência disto, recorramos à Imaculada com pequenos gestos de devoção: uma Ave-Maria, um pedido de reparação ou uma repetição de invocações voltadas a Maria”.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Josimara dos Santos, MIPK, em São Maximiliano Kolbe

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.