Por Frei Sebastião Benito Quaglio Em Família Consagrada

Consagrados para a missão

O mílite é alguém para sempre consagrado, como foi nosso fundador – São Maximiliano Kolbe.

Divulgação
Divulgação


Quando observamos São Maximiliano Kolbe, encontramos um homem que tem uma história, pois não foi tudo fácil para ele. Quantas vezes teve que se retirar para cuidar da sua saúde; quantas vezes estava sem dinheiro quando precisava. Perceba que ele lutou e muito e, no terceiro momento de sua consagração, o sentimento deste grande santo aumentou ainda mais. Ele experimentava não somente uma sintonia com Nossa Senhora, mas que Nossa Senhora agia nele tão intimamente, que ele dizia “ser Maria, ser a Imaculada”. São Maximiliano se sentiu invadido por Ela. Ele sentia que estava nela e foi aí que ele chegou no ponto mais alto de sua espiritualidade.

A presença de Nossa Senhora tem uma finalidade: tornar Cristo conhecido e amado. Portanto, a imagem da Mãe Imaculada nunca está desligada desse projeto inicial. Não se esqueça disso, mílite. Porque você pode falar de Jesus Cristo sem mencionar Nossa Senhora... Mas isso por quanto tempo? Tanto é verdade que, por si, não é para tornar Nossa Senhora conhecida que a Milícia da Imaculada é importante, mas para conquistar o mundo a Cristo.

Veja a devoção a Nossa Senhora. Ela tem três elementos fundamentais: conhecimento, porque você não pode ter devoção a Nossa Senhora sem conhecê-la; amor, você não pode ter o conhecimento sem amor; e a imitação. São os elementos de uma verdadeira devoção. Não é uma novena ou um tríduo que engloba e satisfaz toda a devoção.

E o conhecimento é fruto de quê? Para São Maximiliano Kolbe, é fruto de oração: “quem quiser conhecer a Imaculada, tem que pedir de joelhos ao Espírito Santo”. Amor... Quais são as fronteiras do amor? Quando uma pessoa ama, não tem medida para ela. Por isso temos que saber o que é amor. Por isso estou falando de toda essa afetividade, que entra nesse mistério de Nossa Senhora em São Maximiliano Kolbe.

É o amor que nos leva a Nossa Senhora. Maria Santíssima só existe em função do projeto do seu Filho Jesus Cristo; e ama os outros com amor sem igual, porque esse amor ela herdou do próprio Jesus. É toda uma encarnação de uma visão que São Maximiliano Kolbe teve e que, a partir dela, instituiu nossa espiritualidade.

A Milícia da Imaculada é vista por São Maximiliano assim: com Maria, realizar o projeto de Jesus Cristo no mundo. E, se você quiser saber, São Maximiliano Kolbe tinha como base a Santíssima Trindade, pois o projeto de Jesus Cristo é um projeto trinitário.

Nosso fundador era quase um desesperado pela evangelização! Ela não podia esperar muito porque a humanidade se renova continuamente. Enquanto eu falei, milhões de pessoas morreram, mas milhões estão nascendo, entende? E deixar para amanhã é deixar perder um dia!

A nossa Obra é uma reposta à urgência da conquista de todos a Jesus Cristo. Quando você participa da nossa obra, com sua generosidade e fidelidade, está refletindo a espiritualidade e o amor de São Maximiliano Kolbe, permitindo que a Imaculada viva em você como fez com ele. Lembre-se: São Maximiliano manifestava em si o amor de Nossa Senhora. E foi por isso que, quando não tinha nada mais para fazer ou doar, deu aquilo que lhe havia sobrado: a vida.

Frei Sebastião Benito Quaglio, OFM Conv.

Quer fazer parte desta Obra? Então diga sim à evangelização hoje mesmo!

Sim, eu quero!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Frei Sebastião Benito Quaglio , em Família Consagrada

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.