Colunista

Natal sem enfeites

√Č preciso ver o rosto do menino na manjedoura

Escrito por MI

22 DEZ 2022 - 15H09

Prof. Dr. Fernando Altemeyer Junior, PUC-SP

Natal √© o parto de uma crian√ßa. √Č esperan√ßa, mist√©rio repleto de s√≠mbolos. O centro √© o nascimento de Deus como ser humano. O mist√©rio da f√© se revela aos nossos cora√ß√Ķes como um segredo natalino escondido pelo pres√©pio. √Č preciso ver o rosto do menino na manjedoura. As ‚Äúvestes‚ÄĚ e ‚Äúluzes‚ÄĚ do Natal n√£o podem nos ofuscar e distanciar da visita divina.

Após três anos de Covid-1 que não acaba nunca, desejamos um Natal diferente dos anteriores. Natal vacinado e pleno de esperanças. Faltam nove dias para um ano que almejamos distinto e justo.

Uma par√°bola do dinamarqu√™s Soren Kierkegaard ajuda-nos a decifrar o enigma. Diz a par√°bola: ‚ÄúUm rei era bom e extremamente generoso. Ningu√©m jamais esteve com ele sem receber algo vital e alegrar-se profundamente. Era amado e admirado por sua riqueza, seu amor e sua compaix√£o. Certo dia quis casar-se. Seus conselheiros quiserem revesti-lo das vestes mais luxuosas que possu√≠a e percorrer com seu s√©quito as vilas de seu imp√©rio para encontrar sua alma g√™mea e despos√°-la. O rei contestou: ‚ÄėSe eu sair com toda a pompa e riqueza, nunca hei de saber se uma mulher me amar√° por mim ou pelas riquezas e vestes que possuo‚Äô. Para encontrar um cora√ß√£o livre e puro, irei vestido como o mais pobre entre os pobres. Ao percorrer as vilas e cidades, enfim ele encontrou a mulher que por ele se apaixonou tal qual ele andava e vestia, e soube que essa o amou pelo que ele era e n√£o pelas roupas, status, poderes ou riquezas‚ÄĚ.

Esse o segredo natalino. Estar com as pessoas que nos amam por aquilo que somos. Com nossas belezas e feiuras. Jesus age desse modo quando visita a humanidade. Vem em andrajos para conhecer quem o ama de verdade. Feliz Natal no segredo do presépio: simples e despojado. Grato pela amizade nesse 2022. Sonhos rebeldes em 2023. Muito a lutar e mudar no Brasil, no mundo e em nós mesmos.

Seja o primeiro a comentar

Os coment√°rios e avalia√ß√Ķes s√£o de responsabilidade exclusiva de seus autores e n√£o representam a opini√£o do site.

0

Boleto