A Santa Missa

Revestidos da fé em Cristo

Na Santa Missa desta quinta-feira (18), Frei Sebastião medita sobre sermos chamados para evangelizar com o povo de Deus

Escrito por Frei Sebastião Benito Quaglio

18 AGO 2022 - 11H47 (Atualizada em 18 AGO 2022 - 13H07)

freepik.com

O Frei Sebastião Benito Quaglio (OFMConv.) presidiu hoje a Santa Missa, no Oratório Imaculada Conceição e São Maximiliano Maria Kolbe, em São Bernardo do Campo, São Paulo, e comentou a Primeira Leitura (Ez 36,23-28) e o Evangelho de hoje (Mt 22,1-14).

Em sua reflexão, Frei Sebastião destaca que sabemos o que é um mosaico. Trata-se de um quadro que representa uma imagem ou um acontecimento, formado por várias pedrinhas.

Se olharmos somente uma pedrinha, não conseguiremos entender e nem saber qual é a figura representada. Temos que olhar o quadro inteiro para ver tudo.

O Evangelho é assim, quando lemos um trecho, um episódio não devemos parar nisso, temos que colocá-lo no conjunto para poder entender. Qual é a preocupação de Jesus nesse episódio? Quem são os convidados? Que festa é essa? Deus fez a festa para o filho, e Ele é Jesus.

Os primeiros convidados eram do antigo testamento. Os profetas são os que saíram para convidar. O filho, Jesus, foi rejeitado. Quer dizer que esses convidados não quiseram saber nada Dele. Isso é muito significativo.

Depois se abriu o convite a todos e a festa começou com todo tipo de pessoas. Isso quer dizer que todos são convidados, ninguém é excluído. Todos que são atingidos pela boa nova e acolhem as palavras de Jesus vem a esse encontro. A veste nupcial é a opção de cada pessoa, que tem que dizer sim. Às vezes somos nós que rejeitamos e não acolhemos Jesus no nosso coração.

Assim ocorre na Milícia da Imaculada, todos são convidados. Nós também somos esses empregados que saímos para procurar e convidar as pessoas, tem os que aceitam e outros que não aceitam, mas todos são convidados e chamados a evangelizar.

Quem aceita se reveste da fé em Cristo. Deve viver essa fé com amor e realmente arrastar outros para esse ideal em Cristo. Juntos estamos vivendo essa fé e com a ajuda de Nossa Senhora.

Eu vejo nesse Evangelho a nossa obra, os profetas são aqueles que se preocupam pois nem todos conseguem sair para evangelizar, mas de sua própria casa, com os nossos meios conseguem, oferecendo o seu trabalho, os seus esforços. Vamos continuar abraçar a todos e trazê-los para Cristo.

Transcrição Marta Romero

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Frei Sebastião Benito Quaglio , em A Santa Missa

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.