Formação

Mistérios Gozosos - A visitação de Maria à sua prima Isabel

Reze e contemple a oração mariana

Escrito por Espiritualidade

04 JUL 2018 - 14H00 (Atualizada em 27 AGO 2021 - 10H48)

Leitor 1. Queridos irmãos e irmãs, em Deus nós encontramos a verdadeira felicidade que procuramos. Por isso, queremos iniciar a nossa oração invocando a Santíssima Trindade.

Todos. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém!

L2. O trecho do Evangelho de Lucas que vamos rezar diz que Maria, ao receber o anúncio do anjo, soube que sua parenta Isabel, de idade avançada, considerada estéril, havia concebido e já estava no sexto mês. Lucas descreve o encontro das duas mulheres no espaço doméstico, compartilhando a graça de estarem grávidas de filhos que terão missões especiais. É a única passagem nos Evangelhos em que duas mulheres ocupam o centro da cena. Zacarias está mudo! A voz masculina silenciada contrasta com o efusivo falar das duas mulheres. Elas carregam no corpo a compaixão de Deus e profeticamente proclamam a capacidade feminina de interpretar, para as outras mulheres, a Palavra de Deus.

L3. Maria não somente ouviu, mas escutou e acolheu a Palavra no coração. Deixou Deus entrar. Saiu de si e investiu sua vida num grande projeto a que se sentiu chamada. Ela é a primeira discípula cristã. Olhando a vida dela, compreendemos melhor a nossa vocação.

L4. O povo, ao contemplar este mistério do Rosário, descobre que Maria é missionária. Cheia da graça de Deus, Ela não a retém só para si, vai partilhar e, discretamente, leva Jesus aos outros. O mérito de Maria está em ser uma pessoa de fé, que acolhe a Palavra de Deus e a concretiza na vida. Ser mãe é consequência da sua fé, é seu jeito de realizar a vontade de Deus. Santo Agostinho, captando a mensagem do Evangelho, diria mais tarde que Maria concebeu Jesus primeiro no coração e depois no corpo. Antes de ser mãe carnal, Ela foi mãe pela fé.

L1. Leitura do Evangelho de Lucas 1,39-56

L2. Depois de escutar o trecho bíblico, quais atitudes de Maria nós podemos assumir? Quais sentimentos e motivações nascem diante desta cena?

L3. Depois dessa partilha, vamos rezar uma dezena do Rosário, contemplando os louvores que brotam do encontro destas duas mulheres de fé.

L4. Durante a oração desta dezena do Rosário, contemplamos os louvores a Deus, que nascem dos lábios destas duas mulheres de fé. Peçamos a graça da solidariedade em nossa vida de fé.

T. 1 Pai-Nosso e 10 Ave-Marias

L1. Finalizando o nosso momento de oração, rezemos juntos esta oração:

T. Obrigado, Senhor, pois nos deste Maria como tua perfeita discípula. Ensina-nos a acolher a tua Palavra na fé. Ajuda-nos a cultivar a interioridade. Faze de nós “realizadores da Palavra”. Multiplica em nós as sementes do bem e os frutos do teu Reino. Amém. (extraído do livro MURAD Afonso, Maria, toda de Deus e tão humana, página 41)

L2. Maria, estrela da evangelização!

T. Intercedei por nós

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Espiritualidade, em Formação

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.