Por Vladimir Ribeiro Em Noticias

Estados que fazem fronteira com outros países receberão doses extras

Estratégia para conter a chegada de novas variantes do coronavírus ao país

Divulgação
Divulgação
Objetivo do Ministério é vacinar mais de 500 mil pessoas nas regiões de fronteiras com outros países


O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, esteve na terça-feira (20) em Foz do Iguaçu, no Paraná. Ele participou da vacinação na região da fronteira com Argentina e Paraguai. Desde a semana passada o ministério passou a enviar doses extras para a população fronteiriça no Paraná e em outros nove estados. O objetivo é imunizar mais de 500 mil pessoas.

Marcelo Queiroga afirmou que é uma estratégia para conter a chegada de novas variantes do coronavírus ao país.

Queiroga também ressaltou que o país já tem mais de 100 casos identificados da variante Delta. De acordo com ele, estão todos isolados, para evitar a propagação comunitária dessa forma do vírus que causa Covid-19 e, ao que tudo indica, pode ser transmitido com mais intensidade.

Especificamente sobre a fronteira em Foz do Iguaçu, o ministro disse que a vacina está garantida até mesmo para os brasiguaios. São 98 mil brasileiros que vivem no Paraguai. Já para imunizar os paraguaios, Marcelo Queiroga disse que ainda é necessário aguardar a chegada de mais doses.




Fonte: Radioagência Nacional

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Vladimir Ribeiro, em Noticias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.