Igreja

Comissão de Bioética expressa indignação diante da situação do povo Yanomami

Comissão espera que as causas “desse escândalo sejam apuradas e sanadas”

Escrito por Vladimir Ribeiro

24 JAN 2023 - 09H50

Divulgação

A Comissão Especial de Bioética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou uma nota de solidariedade, no domingo (22). No texto, o grupo composto por médicos e especialistas em áreas como medicina e teologia, por exemplo, expressam indignação e tristeza diante da situação dos indígenas em situação de fome e desnutrição em aldeias Yanomami. No texto, recordam que “miséria, exploração, pobreza, fome e esquecimento atentam tanto a vida humana quanto os flagelos do aborto e da eutanásia”.

A Comissão espera que as causas “desse escândalo sejam apuradas e sanadas” e manifesta solidariedade ao Conselho Indigenista Missionário (Cimi), às famílias indígenas e a “todos aqueles que promovem, defendem e cuidam dos nossos povos da Amazônia e de outros lugares do Brasil”.

Confira o texto na íntegra:

Comissão Especial de Bioética da CNBB

Nota de Solidariedade

«O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos» (1 Jo 1, 3): o Evangelho da vida.Tendo em vista a nossa inegociável defesa, promoção e cuidado pela vida, desde a concepção até o seu fim natural, a Comissão Especial de Bioética da CNBB quer expressar nossa INDIGNAÇÃO e um profundo sentimento de tristeza, diante da situação dos indígenas em situação de fome e desnutrição em aldeias Yanomami. A Bioética em seus primórdios, surgiu como o grande imperativo moral do cuidado com a vida em todas as etapas de sua manifestação, bem como do meio ambiente que nos cerca. Miséria, exploração, pobreza, fome e esquecimento atentam tanto a vida humana quanto os flagelos do aborto e da eutanásia.

Queremos nos unir a todos aqueles que, impactados com a situação de vulnerabilidade e fome que se faz presente especialmente dos povos originários, se unem, sem medir esforços, para recuperar a dignidade dos nossos irmãos e irmãs indígenas. Jamais podemos aceitar negociar qualquer atentado contra a dignidade da vida, desde o nascer até o morrer, sem nenhum tipo de ideologia, partidarização ou interesses que não sejam o do respeito absoluto ao outro, irmão e irmã.

A vida é dom e compromisso. Dom de Deus e compromisso de solidariedade, de fraternidade, de amor, pois, como diz o Papa Francisco, na sua Encíclica Fratelli tutti: “Deus criou todos os seres humanos iguais nos direitos, nos deveres e na dignidade, e os chamou a conviver entre si como irmãos” (n.5).

Esperamos que todas as causas desse escândalo sejam apuradas e sanadas. Nos solidarizamos ao CIMI (Conselho Indigenista Missionário), precioso instrumento da Igreja no Brasil, incansável na luta pelos direitos dos povos originários, às famílias indígenas e todos aqueles que promovem, defendem e cuidam dos nossos povos da Amazônia e de outros lugares do Brasil.

Comissão Especial de Bioética CNBB

Brasília, 22 de janeiro de 2023

Fonte: CNBB

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Vladimir Ribeiro, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.