Por Angelica Lima Em Igreja em Pauta

Maio começa com homenagem a São José Operário

No Igreja em Pauta desta sexta-feira (30), dom Guilherme Werlang explica porque a Igreja cristianizou a celebração do dia do trabalho, celebrada em primeiro de maio


Para dom Guilherme, o trabalho é dom de Deus e não um castigo


Em primeiro de maio é celebrado o dia do trabalho e do trabalhador. Nesta data civil, marcada, muitas vezes, por conflitos e revoltas, a Igreja, providencialmente, cristianizou esta festa. Em 1955, o Papa Pio XII deu aos trabalhadores um protetor e modelo: São José, o operário de Nazaré.

O Igreja em Pauta desta sexta-feira (30) recebe o bispo de Lajes em Santa Catarina, dom Guilherme Werlang, que explica as motivações da Igreja para instituir no dia do trabalho a celebração de São José operário. Confira:


O programa Igreja em Pauta vai ao ar todos os dias às 2h e às 23h e de segunda a sábado às 7h30 pela Rádio Imaculada.





Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Angelica Lima, em Igreja em Pauta

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.