Por Nathalia Silva Em Colaborador

Essa tal criatividade

Eu achei um absurdo. Onde já se viu existir uma disciplina chamada criatividade? Faça-me o favor...

rawpixel.com
rawpixel.com


Pois é. A frase acima era exatamente o que eu dizia ao ingressar no curso de Publicidade e Propaganda e descobrir que criatividade era o nome da primeira matéria a estudar.

Achei estranho porque, naquela época, eu acreditava que ser criativo era algo nato que não precisava de treino e muito menos de estudo. “A pessoa é ou não é criativa, e ponto final”, dizia eu, tão inocente quanto uma criancinha de colo.

O tempo passou e aquela matéria começou a se revelar para a turma. A professora era muito querida e fazia vários exercícios de criatividade com a gente, especialmente alguns específicos para desbloquear a mente e nos fazer pensar fora da caixinha. Fui percebendo que ser criativo vai muito além de ter uma inspiração e que a criatividade é, acima de tudo, uma decisão. Lembra daquela máxima: “1% de inspiração e 99% de transpiração”? Faz todo sentido!

Neste mesmo período, conheci um escrito de São Maximiliano Kolbe que dizia: a força criativa é o amor. Esta frase nos faz pensar no Criador, que é a maior força do universo e que se chama Amor, e também nos faz pensar naquilo que o amor é capaz de mover em nós.

Aquela mãe que, só tendo batatas para servir aos filhos, cria um purê delicioso é criativa. O jovem que, sem ter cadernos para ir à escola, escreve no papel de pão é super criativo. O cristão que carrega um Rosário nas mãos enquanto pega o transporte público é sutilmente criativo e evangelizador. E por aí vai...

A decisão de criar vai muito além de ter uma boa ideia. Ser criatura que cria é algo estupendo! E não adianta pensar como eu pensava anos atrás. A verdade é que ninguém nasce sabendo e, por mais que existam pessoas com mais ou menos tendência à criatividade, se você quiser ser criativo para evangelizar de verdade vai precisar de esforço, determinação e abertura ao Espírito Santo de Deus. As coisas não caem do céu prontas e até a melhor das ideias precisa de bastante suor para se realizar.

É por isso que São Maximiliano apontou o amor como fonte da criatividade. O amor é incansável, é resiliste, é surpreendente! Olhe ao seu redor... Perceba quanta criatividade é possível encontrar nas situações básicas do dia a dia para ser mais feliz, evangelizar mais pessoas e até mesmo resolver situações-problema. Tenho certeza de que, neste mês da Bíblia, vamos conseguir encontrar formas especiais de anunciar esta Palavra de Vida a muitas pessoas junto com a Milícia da Imaculada. Como convidava São João Paulo II: “é preciso ousar no amor!”.

Nathalia Silva Pinto
Projeto Família Consagrada

Que tal ousar no amor com a Milícia da Imaculada,
ajudando-nos a colocar os meios de comunicação a serviço da Palavra de Deus?

Sim, eu quero!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Nathalia Silva, em Colaborador

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.