Por Frei Sebastião Benito Quaglio Em A Santa Missa

Ter o coração puro para receber a Palavra de Deus

Na Santa Missa de hoje (21), Frei Sebastião fala sobre a necessidade de termos o coração aberto para receber a Palavra de Deus

Divulgação
Divulgação


O Frei Sebastião Benito Quaglio (OFMConv) presidiu hoje a Santa Missa, no Santuário Imaculada Conceição e São Maximiliano Maria Kolbe, em São Bernardo do Campo, São Paulo, e comentou a Primeira Leitura (Êx 16,1-5.9-15) e o Evangelho de hoje (Mt 13,1-9).

Frei Sebastião nos lembra que Jesus sempre falava em parábolas, para provocar curiosidade e levar as pessoas a refletir e pensar sobre o que Ele queria dizer. O semeador é Jesus, as sementes seriam a doação, Suas Palavras, Seus milagres a Sua vida.

Quem estava ouvindo tinha que acolher esta palavra. Jesus colocou como as diversas pessoas reagem, umas não se importam, como hoje temos muitos católicos que não rezam, não vão à missa, nem todos estão preocupados com Deus. Ficam fechados, não tem como entrar no coração deles, pois estão indiferentes.

Existem outras que as sementes caem entre as pedras, tem uma acolhida, mas são muito frágeis, não tem terra, ou seja, não tem base e então elas acabam brotando depressa, e morrem, é o entusiasmo que acaba logo.

Outras sementes caem entre os espinhos, ou seja, as pessoas acolhem a Palavra, mas tem muitas dificuldades no coração, tem conflitos mal resolvidos e não permitem que a semente brote e cresça e acabam sufocando-a.

Porém, existem aqueles que tem a terra boa, e aí produz frutos. Quem tem ouvidos para ouvir ouça! A Palavra de Jesus sempre para estimular e não para levar ao pessimismo.

Eu gosto de falar para todos, que Jesus não recompensa os resultados, mas recompensa o esforço. Quando não temos tempo para rezar é um mau sinal, porque para as coisas que gostamos, sempre arrumamos tempo.

Jesus não está nos julgando, Ele quer o nosso bem, a nossa vantagem e sucesso. É como uma mãe e um pai que sacode os filhos, até uma forma muito forte, porque eles amam.

A parábola de Jesus é uma parábola de amor. Ele sacode as pessoas porque quer o melhor para cada um de nós. Quem faz o terreno fértil é Deus e a semente cresce sozinha, não somos nós que fazemos o milagre, mas com a oração, devemos abrir o nosso coração para acolher a semente para que Deus dê um jeito para que a nossa vida.

Transcrição Marta Romero




Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Frei Sebastião Benito Quaglio , em A Santa Missa

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.