Por Espiritualidade Em Formação

Missionário da Milícia da Imaculada

Frei Antônio foi conduzido pela Imaculada para entregar a juventude na missão da Amazônia




De que forma a Milícia da Imaculada está presente na sua história?

Conheci a Ordem Franciscana na minha paróquia de origem. É o Santuário Nossa Senhora das Candeias, que fica na cidade de Candeias, na Bahia. Por meio do trabalho dos frades, muito cedo conheci a Milícia da Imaculada. Lá, os mílites consagrados a Nossa Senhora se dedicavam à recuperação de dependentes químicos. Com a inserção na vida comunitária, e conhecendo a espiritualidade da Milícia da Imaculada, fiz um discernimento vocacional e, em 2012, ingressei no postulantado, na primeira etapa da formação para me tornar frade.

Deixou sua cidade e continuou na Milícia da Imaculada?

Sim, claro. Fui para o Jardim da Imaculada que fica próximo a Brasília - DF. Foi um ano em que o Senhor tocou profundamente em meu coração e tive um bonito encontro com São Maximiliano Kolbe. Identifiquei-me muito com São Maximiliano. Li e pesquisei tudo o que estava acessível sobre ele. Nutrimos uma relação muito boa e profunda. Depois realizei o noviciado em Caçapava - SP, onde estive em contato com um grupo da Milícia da Imaculada muito dinâmico da Paróquia São Pio X. Me fez muito bem.

E no período de estudo como foi?

Além dos estudos, havia um tempo dedicado ao serviço pastoral. Durante os estudos fui incumbido de auxiliar o frei responsável pela MI em Brasília no acompanhamento de diversos grupos. Além disso, no período em que estudava teologia, trabalhei diretamente na organização da Assembleia Nacional da Milícia da Imaculada, em 2018. No ano passado, em meio às dificuldades com a pandemia, realizei minha consagração perpétua a Deus por meio dos votos de pobreza, castidade e obediência, e fui enviado a uma paróquia no interior de Goiás onde havia um grupo da MI.



Como foi parar no Amazonas?

Como missionário. Fui ordenado diácono e enviado como missionário para a Casa de Missão em Juruá - AM. A Imaculada mudou a vida das pessoas aqui, e a espiritualidade de São Maximiliano Kolbe tocou profundamente o povo dessa cidade.

Como é a missão aí?

Aqui em Juruá - AM a missão começou há 16 anos, com a chegada de Dom Frei Agostinho, missionário franciscano polonês que foi bispo de Luziânia, em Goiás, e ao se tornar emérito deu sua contribuição a esta cidade que não contava com a possibilidade de assistência de um sacerdote. Dom Frei Agostinho e os freis que vieram depois iniciaram atividades de evangelização das crianças que hoje são os jovens daqui. Os mílites consagrados a Nossa Senhora são os agentes de pastoral da Paróquia Nossa Senhora de Fátima. Semanalmente há encontros de formação e espiritualidade, e duas vezes por ano realizam grandes encontros. Realizam o Tríduo Pascal num grande retiro de espiritualidade cristã; e no segundo semestre há uma grande gincana, uma ocasião de relacionamento.

Em Tefé - AM, também existem grupos?

Lá a Milícia da Imaculada desenvolve uma atividade concreta com os jovens há quase dez anos. Eles realizam um retiro anual, no qual buscam resgatar jovens que estão desviados da vida social e com condutas morais erradas. Há toda uma vida missionária lá. Realizam as saídas missionárias para visitar as paróquias para propagar a devoção à Imaculada.

Quais os principais desafios?

As instalações da paróquia em que acolhemos a MI são simples. As saídas missionárias são limitadas pela questão do combustível, pois temos um barco adquirido com ajuda da Ordem Franciscana, mas nem sempre o combustível. Em nossa casa de missão oferecemos a possibilidade de refeições e encontros para ajudar as pessoas que mais precisam e que vivem em famílias desestruturadas.

Qual sua mensagem para os jovens?

A quem lê digo para se confiar à Imaculada. Toda minha história vocacional está nas mãos da Imaculada, amiga e defensora das minhas causas. Ela me convidou, me preparou e me enviou para a vida consagrada e para a vida missionária. Se apegue à Mãe de Deus, vale a pena ter uma relação íntima com nossa Senhora. Que diariamente você possa ouvir a voz de Deus.




Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Espiritualidade, em Formação

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.