Perfume de Francisco

Servir como exemplo

Estamos prontos para ser seguidores de São Francisco de Assis?

Rodrigo

Escrito por Rodrigo Vasconcellos

31 AGO 2021 - 14H45 (Atualizada em 01 SET 2021 - 13H56)

saofranciscoseguidores

Após se entregar ao Evangelho e sair pelo mundo, Francisco decidiu reconstruir algumas igrejas por onde passava, por vezes em cidades vizinhas de Assis. Fez isto por anos. Em uma delas, em Porciúncula, logo após a conclusão da reforma ouviu uma passagem em uma celebração eucarística, que dizia sobre a pobreza: “... pediu ao sacerdote que aquela passagem explicasse. Comentou-a o sacerdote ponto por ponto, e Francisco, ao ouvir que os discípulos de Cristo não deviam possuir nem ouro, nem prata, nem dinheiro, nem bolsa, nem pão, nem bordão para o caminho, nem usar calçado, nem duas túnicas, mas somente pregar o Reino de Deus e a penitência, imediatamente exclamou, exultando no espírito do Senhor: Isto mesmo eu quero, isto peço, isto anseio poder realizar com todo o coração”.

Francisco ainda buscava seguir à risca tudo que ouvia, palavra por palavra. Fosse uma passagem da bíblia, o conselho do Papa ou a voz de Deus.

Irmão Bernardo

Durante suas missões, Francisco era hospedado em alguns locais, e em um desses era a casa de Bernardo que “... muito se edificara com o teor e pureza de sua vida”. Um homem piedoso e simples, habitante de Assis, que já seguia Francisco em seus caminhos. Irmão Bernardo “... atraído pela sua santidade, entrou a refletir seriamente e se resolveu a abraçar o caminho da salvação. Vira-o passar noites inteiras a rezar, quase sem dormir, louvando o Senhor e a gloriosa Virgem, sua Mãe, e, tomado de grande admiração, pensava: ‘Em verdade, este homem é um homem de Deus!”, se tornou então, o segundo seguidor e se manteve unido a S. Francisco para sempre.

São Tomás de Celano comenta que “a sua conversão a Deus serviu de modelo a todos os que vieram depois: vendidos os bens, distribuíram o seu produto pelos pobres. De extraordinária alegria foi para Francisco a chegada e conversão desse tão piedoso e qualificado varão, pois era a prova de que o Senhor cuidava dele, dando-lhe um companheiro tão necessário e um amigo tão fiel”.

Como refletimos a nossa vida?

Seguimos a Palavra de Deus para nós próprios e para nossa gananciosa salvação, ou para servir de exemplo ao próximo?

Como irmão Bernardo, que se entregou a uma vida pobre materialmente, é possível que hoje possamos viver integralmente a favor de Deus, ajudando quem precisa, mesmo que isto signifique tirar o que é nosso e dar ao outro sem pensar em retribuição?

Comente sua opinião. Como você busca ser melhor a cada dia seguindo a Palavra e os ensinamentos de São Francisco de Assis.

O livro utilizado como base: A Vida de São Francisco de Assis – São Tomás de Celano

Escrito por
Rodrigo
Rodrigo Vasconcellos

Formado em Jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), Rodrigo Vasconcellos, de 31 anos, nasceu em Santo André e atualmente mora na cidade de Atibaia. Estudante do catolicismo, nascido e criado em paróquia Franciscana, hoje ele busca viver intensamente seus dias refletindo a espiritualidade e vida de São Francisco de Assis. Sua frase preferida é: "A simplicidade não está nas coisas, mas em você"

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Espiritualidade, em Perfume de Francisco

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.