Por O Pequeno Mílite Em Mãezinha do Céu

Nossa Senhora do deserto

Conheça a devoção mariana que conquistou o coração da população de Botswana, país africano

Divulgação
Divulgação


A Diocese da capital Gaboron, maior cidade de Botswana abrangia uma área muito grande. Então o Papa João Paulo II, em 1998, desmembrou a área e criou o Vicariato Apostólico – que seria uma diocese ainda em formação – de Francistown, que é a segunda maior cidade da Botswana.

Assim, a Igreja Católica poderia dar mais atenção aos católicos da parte norte, que sentiam falta de uma presença mais atuante da Igreja, além de ser uma população muito aberta ao Evangelho. Lá já havia uma igreja dedicada à Missão Nossa Senhora do Deserto, que se tornou então a Catedral de Nossa Senhora do Deserto.

Quando os Missionários Passionistas da Irlanda chegaram em 1954, o local era uma pequena e árida cidade com alguns poucos habitantes. Tudo em volta era deserto e areia. Então os missionários decidiram dedicar os seus esforços de evangelização aos cuidados e ao patrocínio de Nossa Senhora.

Eles escolheram o título Nossa Senhora do Deserto para enfatizar o fato de que, mesmo no deserto, Ela estava com eles que estavam sedentos em fazer o trabalho do seu Filho. Se existe um título de Nossa Senhora das Neves, por que não escolher Nossa Senhora do Deserto neste local no meio do deserto de Kalahari da Botswana? Porque, mesmo no deserto, o Filho de Deus e Filho de Maria os acompanha. Em 2017, o Papa Francisco elevou o Vicariato a Diocese.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por O Pequeno Mílite, em Mãezinha do Céu

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.