Por Nathalia Silva Em Colunista

Rugas de alegria

Olhei no espelho rapidinho. Voltei e olhei de novo. Ali, bem no cantinho dos olhos, surgiram traços um tanto diferentes para mim. A máscara encobriu parte do que eu estava vendo, mas elas claramente estavam lá: rugas. Sim. Rugas

rawpixel
rawpixel


Você pode estranhar este assunto por aqui, afinal, estamos na Jovem Mílite, né? Jovem. Mas acredito que este conteúdo vale a reflexão. Quando tinha 20 e poucos anos eu achava que quanto mais idade a pessoa tinha, mais ela deveria saber e ensinar. Ficava impressionada com atitudes imaturas de quem tinha mais idade que eu. Um bom tempo passou e agora, com 35, percebi que o tempo cronológico nada tem a ver com sabedoria e capacidade de transmitir ensinamentos.

Na verdade, todos estamos em um constante processo de amadurecimento e cada um vai levar o tempo que precisar para digerir certas pancadas que a vida pode dar. Mas, e as rugas? O que tem a ver com tudo isso?

Depois de contemplar aquela cena no espelho, lembrei deste meu conceito sobre idade versus sabedoria. Percebi que para alguns eu ainda sou tão jovem e inexperiente, mas para outros sou adulta e madura. A gente sempre vai estar nesta situação. Se você tem 16 anos, para quem está com 12 você é referência! Só para quem está no auge dos 30, você ainda tem muito arroz com feijão para comer. Deus é maravilhoso e super criativo. Ele usa até as rugas que o tempo nos traz para comunicar algo especial.

Somos aprendizes, estamos em construção. As marcas que você carrega, por dentro e por fora, contam sua história e mostram a potência de uma força chamada fé. Se a gente segue em frente, cai e depois se levanta, reaprende e até se reinventa, é porque esta força está lá, trabalhando silenciosamente. O tempo pode passar, as rugas podem surgir.

Aliás, elas aparecem para valer quando a gente sorri. Que interessante: quanto mais sorrio, mais traços consigo ver... Talvez isso também possa nos ensinar algo, não? A força da fé, que nos fez chegar até aqui, se expressa na alegria de quem coloca em Deus sua esperança. Isto nada tem a ver com uma vida perfeita, sem problemas e dores. Na verdade, a alegria da fé é marca do cristão porque ela depende de Deus – que não muda.

Sempre me lembro do que o Papa Francisco disse no twitter: “Um cristão nunca pode andar chateado nem triste. Quem ama Cristo é uma pessoa cheia de alegria e que irradia alegria”. Perfeito!



Então, bóra colocar um sorriso no rosto, daqueles caprichados e que nos fazem enrugar os olhos, e aproveitar bem cada dia deste lindo ano que está só começando. O calendário até pode marcar quantos anos você tem, mas só você e Deus sabem o tanto de vida e aprendizado que há aí, por trás das marcas que podemos ver no espelho.

Neste ano, para você acompanhar a passagem do tempo, a MI disponibilizou um calendário de mesa que traz imagens de Nossa Senhora acompanhadas de uma frase de reflexão e que também pode ser uma sugestão de ação para os novos dias 2022.

Fonte: Jovem Mílite

Escrito por
Nathalia SPinto
Nathalia Silva

Leiga consagrada na Milícia da Imaculada há 20 anos, faz parte de nossa equipe de Comunicação e Marketing. Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda, Jornalista, com MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas e Bacharel em Teologia pela Universidade Claretiano.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por MI, em Colunista

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.