Por Frei Sebastião Benito Quaglio Em A Santa Missa

Jesus chorou

Na Santa Missa desta quinta-feira (18), Frei Sebastião medita sobre os sentimentos humanos de Jesus por nós

Freepik
Freepik


O Frei Sebastião Benito Quaglio (OFMConv.) presidiu hoje a Santa Missa, no Oratório Imaculada Conceição e São Maximiliano Maria Kolbe, em São Bernardo do Campo, São Paulo, e comentou a Primeira Leitura (Mc 2,15-29) e o Evangelho de hoje (Lc 19,41-44).

Frei Sebastião destaca em sua homília que o Evangelho de hoje é muito humano e real. O que impressiona é que Jesus, sendo Deus e tem sentimento humano, Ele chorou.

Certamente não chorava de alegria, mas de tristeza, porque notou que iria acontecer naquela cidade, que apesar de ter sido privilegiada com uma nova maneira viver, para que reinasse o amor e a solidariedade, seguindo o projeto de Deus, derrubando certas estruturas e disputas entre grupos, Jerusalém, ao contrário caminhava para a destruição.

Jesus ama, Ele é Deus. A dinâmica do sentimento de Deus é só o amor. Quem ama, não fica parado, pois não tem coisa mais dinâmica do que o amor. O Filho de Deus não é indiferente com a nossa situação, às vezes podemos achar que Ele nos abandona, que nos castiga. Isso não é verdade. Deus é amor!

A destruição de Jerusalém foi não aceitar o projeto de Deus com Jesus. Isso é importante para nós ainda hoje, por exemplo essa pandemia. Não foi Deus que mandou, são muitos os fatores. Deus não está contra nós.

O próprio homem se destrói, porque não pensa nas consequências dos seus atos. Temos que construir uma sociedade a partir do Evangelho, isto nos reestrutura, nos faz mais serenos, tranquilos e felizes, porque a bondade e alegria constroem uma nova sociedade.

Em nossa casa, podemos não ter muitas coisas, mas se conseguimos ir construindo a nossa vida, com força e coragem; paciência, apoio, compreensão e existe um projeto de amor.

Que cada um de nós possa refletir, porque Jesus chorou. Será que ele chora ainda? Será que chora por nossa causa, por causa das nossas atitudes? Como está a minha vida? O meu projeto está em sintonia com o Dele?

Cada dia deve ser vivido como se fosse o primeiro, o último e o único da nossa vida. Isso dá um incentivo e um novo sentido na nossa vida. Jesus olha para nós, Ele é sensível, chora e se alegra conosco. Vamos agir no presente, para construir o futuro com amor e com certeza tudo vai certo. Amém.

Transcrição Marta Romero

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Frei Sebastião Benito Quaglio , em A Santa Missa

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.