Por Frei Sebastião Benito Quaglio Em A Santa Missa

A lógica do amor de Deus

Na Santa Missa desta quinta-feira (09), Frei Sebastião medita sobre o infinito amor de Deus por nós e a capacidade Dele nos perdoar




O Frei Sebastião Benito Quaglio (OFMConv.) presidiu hoje a Santa Missa, no Santuário Imaculada Conceição e São Maximiliano Maria Kolbe, em São Bernardo do Campo, São Paulo, e comentou a Primeira Leitura (Cl3,12-17) e o Evangelho de hoje (Mt Lc 6,27-38).

Em sua homília, Frei Sebastião destaca que o Evangelho de hoje é chocante para nós. Nossa natureza humana não nos leva para isso. Jesus nos mostra como aceitar essa realidade, tão longe da nossa percepção humana.

Quem é Deus para mim? Quantas vezes Ele me perdoou? Quantas vezes Ele ainda vai me perdoar? Quantas coisas erradas eu já fiz? Ele me rejeitou alguma vez? Ou me disse: Chega não aguento mais você! Não.

O Papa Francisco sempre diz: “Deus nunca cansa de perdoar!”. Quem sou eu para Deus? Essas questões rondam sempre o nosso pensamento. Para Deus somos tudo, somos Seus filhos, pronto. Os filhos são a riqueza dos pais. Só dá para entender o amor sem limites, com a lógica de quem ama.

Quem são os outros para mim? Tenho que olhar e percorrer esse caminho dentro da lógica do amor de Deus.

Jesus, depois de ter sido perseguido, preso, flagelado, crucificado, no fim de tudo ainda clama: “Deus perdoai-lhes porque eles não sabem o que fazem”. Só pode ser a lógica de Deus, humanamente é impossível entender.

Isso nos leva a entrar na luta para conversão sabendo que vale a pena, caminhar para a salvação, sabendo que somos filhos de Deus. Nossas forças não são suficientes.

Cristo sabe disso. Temos que nos alimentar com a oração e com a Eucaristia e ainda estar com Nossa Senhora intercedendo por nós para vivermos essa Palavra.

Transcrição Marta Romero

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Frei Sebastião Benito Quaglio , em A Santa Missa

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.