Por Frei Sebastião Benito Quaglio Em A Santa Missa Atualizada em 21 OUT 2021 - 10H44

O presente é um dom de Deus para a vida eterna

A nossa vida não nos pertence, a nossa vida sempre é algo que pertence a Deus

PixaBay
PixaBay


O Frei Sebastião Benito Quaglio (OFMConv.) presidiu hoje a Santa Missa, no Oratório Imaculada Conceição e São Maximiliano Maria Kolbe, em São Bernardo do Campo, São Paulo, e comentou a Primeira Leitura (Rm 5,12.15b.17-19.20b-21) e o Evangelho de hoje (Lc 12,35-38).

Em sua homilia, ele falou que a palavra de Deus é como o sol, ela não pode faltar. Ela nos ilumina, nos orienta e dá sentido à nossa vida. Vejam na primeira leitura a importância de Jesus, a obediência Dele salvou todos nós, renovou toda humanidade e abriu as portas da glória. Esse é Jesus! Ele sempre é uma realidade nova, para a nossa vida.

Eu sempre gosto muito as palavras de São Paulo que escreve: “Agora não sou eu que vivo, mas é Cristo que vive em mim! Portanto a pessoa de Cristo é o sentido da nossa vida. Ele é o único salvador. Ele é a vida, o caminho e a verdade!

No Evangelho de hoje podemos pensar que nós seremos aquilo que agora estamos esperando. Significa que se estamos vivendo em função da nossa glória no reino de Deus, isso vai acontecer, esse será o nosso futuro, essa será a nossa vida eterna.

Estamos realmente vivendo como Evangelho nos fala, vigiando e esperando. Essa será a nossa salvação. Vamos pensar como e de que jeito está sendo esta espera. A nossa vida não nos pertence, a nossa vida sempre é algo que pertence a Deus; algo que é de Deus e nós queremos cuidar dela. Nós não nos pertencemos, nós somos de Deus, nós fomos feitos por Deus e saímos das mãos Dele.

Portanto Deus é o sentido da nossa existência e da nossa vida. Esse Deus que se manifestou em Jesus Cristo, nos leva a sermos o que agora esperamos. Devemos estar sempre preparados para acolher aquilo que esperamos e nunca esqueçam disso.

A nossa memória nos ajude a tornar o presente sempre um dom de Deus, uma chance maravilhosa para construir a nossa verdadeira Glória. Amém.

Transcrição Marta Romero

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Frei Sebastião Benito Quaglio , em A Santa Missa

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.