Por Jovem Mílite Em Meu rolê

Centro Velho de São Paulo

Dos pontos turísticos tradicionais aos passeios com propostas diferentes, veja o que fazer pelo centro da cidade, assim que a quarentena acabar... que tal?



Mercadão, conhecido pelo clássico lanche de mortadela


Por Amanda Louise, jornalista

Conhecida popularmente como selva de pedra, São Paulo abriga entre os prédios, centros de acesso à história do crescimento da cidade e à cultura. Os tons acinzentados dão lugar às cores em uma parede grafitada, no figurino de atores e músicos que ocupam as ruas, nas barracas das feiras de rua que circulam no município e na diversidade da população.

Entre as regiões para serem conhecidas na terra da garoa, o centro histórico de São Paulo se destaca. Dos diversos passeios que podem ser feitos pela região central da capital paulista, um roteiro de lugares pelo centro histórico é indispensável para entender São Paulo como uma metrópole que abraça múltiplos povos e culturas.

Páteo do Collegio

Próximo aos rios Anhangabaú e Tamanduateí, uma escola e uma igreja foram construídas para catequizar os índios do planalto. Os padres jesuítas Manoel da Nóbrega e José de Anchieta fundaram o local que é tido como marco do início da cidade. São Paulo cresceu ao redor do Páteo do Collegio e, de 1554 para cá, o edifício chegou a ser sede do governo paulista. Hoje, além de uma biblioteca privada com documentos sobre a história do Brasil, há o Museu Anchieta, com peças de arte sacra dos jesuítas.

Catedral da Sé

Quem passa pela zona central de São Paulo, não consegue não fixar os olhos em uma das construções mais emblemáticas da cidade. Uma imponente estrutura de 111 metros de altura, inaugurada em 1954. Visitar o seu interior é voltar ao tempo em que se erguiam as colunas, abóbodas e demais características neogóticas da Catedral. O local possui uma cripta 7 metros abaixo do nível da Praça da Sé, com restos mortais de personagens importantes da história da capital paulista, aberta para visitação monitorada.

Theatro Municipal

O espaço foi palco para um dos movimentos mais importantes do cenário artístico brasileiro, durante a Semana de Arte Moderna. Além de fazer parte do Patrimônio Histórico do Estado de São Paulo, pelo estilo arquitetônico, é um dos cartões postais da cidade. Inaugurado em 1911, o edifício é aberto a visitações e, assim como na Sala São Paulo, há apresentações sinfônicas gratuitas no Happy Hour no Municipal, às segundas-feiras, e no Quartas Musicais.

Caixa Cultural São Paulo 

Em funcionamento desde 1989, o edifício da Caixa Cultural São Paulo, além de sediar alguns departamentos administrativos do banco, tem o Museu da Caixa, com objetos e documentos da história da Caixa Econômica Federal e do sistema financeiro do Brasil. O espaço oferece sala de leitura, sala de oficinas e um auditório, além de uma programação permanente de exposições e peças de teatro.

Centro Cultural Banco do Brasil

O edifício foi construído em 1901, comprado em 1923 pelo Banco do Brasil e, durante quase 70 anos, funcionou como uma agência bancária. Foi apenas em abril de 2001 que o prédio, de estrutura de cor amarelada, passou a ser um dos espaços culturais no coração do centro histórico da cidade de São Paulo. Hoje, conhecido como CCBB, o Centro Cultural Banco do Brasil conta com salas de exposições, um cinema, um teatro, um auditório, salas de vídeo, restaurante, bomboniere e café, nos seus 4.183 metros quadrados.

Mercado Municipal de São Paulo

Um dos principais pontos gastronômicos do centro, o Mercado Municipal de São Paulo, conhecido como Mercadão, recebe cerca de 50 mil pessoas semanalmente. São 300 bancas em que são vendidas frutas, embutidos, chocolates, grãos, cachaças, cervejas e vinhos. Além do pão com mortadela que marca a fama do local. De depósito de munições durante a Revolução Constitucionalista a entreposto de alimentos, o Mercadão passou por algumas reformas até ser o espaço que é conhecido.

Perto do Metrô:

Estação Pinacoteca 

Fundado em 1905 pelo Governo do Estado de São Paulo, a Pinacoteca de São Paulo detém o título de museu de arte mais antigo da cidade. Seus dois edifícios, sediados a poucos metros da estação Luz, promovem eventos culturais, como as mostras e exposições de artistas nacionais e internacionais.

Leia MaisMaria: Mãe de Deus, da Igreja e nossaEstá tudo escuro...Frente a frente com o santoO que significa seguir Jesus?Sala São Paulo 

Com capacidade para 1.498 espectadores e 22 camarotes, a Sala São Paulo, inaugurada em julho de 1999, é um local para apresentações sinfônicas e de câmara. Construída em uma antiga estação de trem, fica próxima às estações Luz do Metrô e Júlio Prestes da CPTM.

Esses são alguns pontos do centro histórico da capital paulista. Há ainda o Mosteiro São Bento, a Avenida 25 de março, o Viaduto do Chá e muitos outros pontos interessantes pelos quais o viajante passa indo de um lugar ao outro.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovem Mílite, em Meu rolê

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.