Igreja

Faleceu Padre Marcelino Sivinski

Sacerdote foi assessor da comissão para a liturgia da CNBB

Escrito por Vladimir Ribeiro

21 JUN 2022 - 10H23

Divulgação

Faleceu no início da tarde de segunda-feira (20), o padre Marcelino Sivinski, aos 81 anos. O padre foi internado na UTI do Hospital Santa Cruz no sábado de manhã, com edema pulmonar.

O presbítero da diocese de Santa Cruz Sul (RS) atuou na Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) como secretário-executivo do Regional Nordeste 1, na década de 1980 até início dos anos 1990, e também no regional Sul 3 da CNBB. Ele foi assessor no campo da Liturgia, período em que foi iniciado o processo de revisão da tradução do Missal Romano.

Trajetória eclesial

Padre Marcelino nasceu em Dom Feliciano (RS), no dia 17 de maio de 1941, filho de Leonardo Sivinski e Felixea Strelmaczezyk. Foi ordenado diácono em março de 1967 e presbítero no dia 2 de julho 1967, em sua cidade natal, por dom Alberto Etges.

Seu ministério presbiteral iniciou-se, em 1968, como professor no Seminário Sagrado Coração de Jesus e vigário da paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro de Arroio do Meio. Posteriormente, exerceu seu ministério nas paróquias Nossa Senhora de Rio Pardo, Santo Antônio de Santa Cruz do Sul, Santa Bárbara de Encruzilhada do Sul, Nossa Senhora da Conceição e São José de Amaral Ferrador. Teve participação ativa na organização e desenvolvimento da formação de agentes de pastorais e diáconos permanentes da diocese de Cruz do Sul.

Dedicou-se assiduamente ao estudo e ensino da teologia no âmbito litúrgico-pastoral. Atuou no magistério em várias instituições de ensino superior, como a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção (SP e Instituto de Teologia Pastoral do Ceará, Fortaleza.

Ele foi membro fundador do Centro de Liturgia, juntamente com padre Gregório Lutz, Ione Buyst e padre Armando João Hen, iniciado em 1986 e participante até então. Também foi parceiro e mentor da Revista de Liturgia, desde seu início em 1973. Participou ativamente como fundador na criação da Rede Celebra. Assessorou e participou de inúmeros eventos, congressos e assembleias eclesiais.

Fonte: CNBB

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Vladimir Ribeiro, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.