Igreja

Liberdade religiosa e discriminação

Os cristãos perseguidos recebem sofrimentos e ofensas de diversas partes. Dos irmãos cristãos esperam receber a solidariedade da oração

Paulo Teixeira

Escrito por Paulo Teixeira

11 MAR 2022 - 00H00

ACN

Segundo informações do Relatório sobre a Liberdade Religiosa no Mundo, elaborado pela Associação Ajude a Igreja que Sofre, cerca de 646 milhões de cristãos vivem em países onde a liberdade religiosa não é respeitada. O mesmo relatório indica que os cristãos da África subsaariana são os que mais sofrem por conflitos étnicos e de interesses.

Na Ásia, há perseguições sistemáticas contra cristãos e outros grupos religiosos. Na China, por exemplo, além de controlar os cristãos, há prisões para “reeducação” de povos originários que aderiram ao islã. Em Mianmar, país que sofre com a instabilidade política, há forte repressão contra a minoria étnica rohingya, e, de forma velada, cristãos e hindus são “empurrados” para viver em países vizinhos.

Segundo relatório da Organização Portas Abertas, outra instituição voltada à solidariedade para com os cristãos, junto à violência cresce a falta de proteção às minorias e a impunidade. No relatório, a Coreia do Norte deixou o primeiro lugar em perseguição aos cristãos no último ano. Está em segundo lugar porque o Afeganistão se tornou um país particularmente perigoso para as minorias religiosas depois da ascensão do talibã ao poder.

Para o Papa Francisco: “Em um mundo onde várias formas de tirania moderna procuram suprimir a liberdade religiosa, ou tentam reduzi-la a uma subcultura sem direito a uma voz na praça pública, ou usam a religião como pretexto para o ódio e a brutalidade, é imperativo que os seguidores de várias religiões unam as suas vozes para apelar à paz, tolerância e ao respeito pela dignidade e pelos direitos dos outros”.

Sobre a América Latina a Ajude a Igreja que Sofre alerta para o que o Papa Francisco chama de “perseguição educada”. São crescentes os atos de vandalismos contra templos e as agressões contra pessoas. Os conflitos políticos que marcam o continente não raro extrapolam para o campo da ofensa contra as religiões.

Agravam o cenário as divisões entre os cristãos que, além de serem uma falta de testemunho, geram atritos no campo da religião, que deveria ser direcionado também à paz. “Rezemos para que as pessoas que sofrem discriminação e perseguição religiosa encontrem nas sociedades em que vivem o reconhecimento e a dignidade que nascem de ser irmãos e irmãs”, convida o Papa Francisco.

Oração em favor dos cristãos perseguidos

Senhor Jesus Cristo, Vós nos ensinastes a rezar ao Pai em vosso nome e nos assegurastes que tudo o que pedíssemos nós receberíamos. Por isso, nos dirigimos a Vós com total confiança, pedindo-vos a graça e a força de perseverar nesta tempestade, para alcançar a paz e a segurança, antes que seja tarde demais. Esta é a nossa oração e, embora pareça impossível para nós, confiamos a Vós a nossa sobrevivência e o nosso futuro. Amém.

Cardeal Louis Raphael Sako, do Iraque

Escrito por
Paulo Teixeira
Paulo Teixeira

Jornalista formado na Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (FAPCOM), atua como editor responsável das revistas O Mílite e Jovem Mílite há mais de quatro anos. É autor do livro "A comunicação na América Latina".

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por MI, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.