Por Clara Lis Em Igreja

Semana Nacional da Família

De 8 a 14 de agosto a Igreja Católica no Brasil se mobiliza em prol da família


Divulgação
Divulgação


Vai começar no Dia dos Pais, o segundo domingo de agosto, a Semana Nacional da Família com o tema: “Alegria do amor na família”. Neste ano é especial, porque o Papa Francisco convidou toda a Igreja para o grande Ano da Família Amoris laetitia.

Aliás, é uma longa história que ainda dever ir muito adiante. Em 2014 e 2015 foram realizadas assembleias especiais do Sínodo dos Bispos com o tema da família. Em 2016, o Papa Francisco publicou a Exortação Apostólica Pós-Sinodal Amoris Laetitia, que quer dizer a alegria do amor. Aliás, a palavra latina laetitia, se pronuncia em português como se fosse o nome próprio Letícia.

Em março desse ano, ao completar cinco anos da publicação desse denso documento com orientações para a família e a Igreja caminharem superando os desafios atuais, o Papa abriu o Ano da Família que vai até junho de 2022 quando em Roma acontecerá o grande Encontro Mundial das Famílias.





A Semana da Família, aqui no Brasil, acontece também no contexto do mês vocacional. Lembra que em agosto a cada domingo recordamos uma vocação? O Diego explicou bem na seção Deus é jovem. E a vocação à vida familiar é muito importante. Família não é uma aglomeração aleatória de pessoas, não. Mas é um projeto de Deus sobre o qual se constroem vidas. Nas paróquias e comunidades sempre tem eventos que acontecem nessa semana. São animados pela Pastoral Familiar e marcam um momento importante para a reflexão sobre o papel da família na Igreja e na sociedade.

Talvez nesse ano muitos encontros serão virtuais devido à pandemia, mas sabe que aí está também uma grande oportunidade. Se informe na sua paróquia dos eventos, talvez seja bom mandar o link de uma palestra no grupo da família; talvez possa chamar um parente que está meio afastado da Igreja para um encontro; como existem muitas famílias marcadas pelo sofrimento e a dor, talvez seja relevante convidar todo mundo para um momento de oração pela internet com a Pastoral Familiar; e, certamente, só o fato de a gente participar da Semana da Família, mesmo sem adesão de todos os membros, mostra que a gente se importa com a família.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Clara Lis, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.